Animais

Jardim Zoológico acolhe nascimento de ave quase extinta

Jardim Zoológico acolhe nascimento de ave quase extinta

O Jardim Zoológico de Lisboa anunciou esta semana o nascimento de uma cria de Mainá-do-bali (Leucopsar rothschildi), uma ave em perigo de extinção.

A Mainá-do-bali é uma ave natural de Bali, atualmente encontrada apenas na Reserva Natural de Barat, que se encontra classificada como uma ave ‘Criticamente em Perigo de extinção’, segundo a União Internacional para a Conservação da Natureza, devido a práticas como a desflorestação e a captura ilegal para o comércio de aves.

De acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU) e a Interpol, o tráfico de animais selvagens é o quarto negócio ilegal mais lucrativo do mundo, representando cerca de 223 mil milhões de euros anuais.

Telma Araújo, Curadora de Aves do Jardim Zoológico de Lisboa, sublinha que “este nascimento tem um valor incalculável para o Jardim Zoológico, uma vez que foi a primeira reprodução de sucesso desta espécie de ave, desde o início dos anos 80, altura em que a acolhemos. A sua reprodução foi cuidadosamente pensada, o casal que deu origem à cria – um macho da Dinamarca e uma fêmea da Alemanha – foi trazido para Portugal depois de ter sido minuciosamente avaliado. Esta avaliação é feita para que seja possível formar-se potenciais pares da espécie, de modo a reproduzirem e serem reintroduzidos no seu habitat natural, na Indonésia, e reforçar a população in situ.”

Numa nota enviada às redações, o Jardim Zoológico explica que “a sobrevivência do Mainá-do-bali depende totalmente da sua reprodução sob cuidados humanos, da reintrodução desses indivíduos no habitat natural, e da manutenção de áreas sustentáveis para a sua sobrevivência em estado selvagem.”