Bem-estar animal

Presidente da Comissão Europeia quer bem-estar animal como um dos pilares da PAC

Presidente da Comissão Europeia quer bem-estar animal como um dos pilares da PAC

Ursula von der Leyen, ex-ministra da Defesa da Alemanha, que esta terça-feira (16 de julho) foi escolhida para se tornar na primeira mulher a presidir a Comissão Europeia, já demonstrou a sua intenção de apostar nas questões do bem-estar animal. Durante as audiências com diferentes grupos políticos e parlamentares europeus, que decorreram na passada semana, a nova presidente da Comissão Europeia disse que o bem-estar animal na Europa é “uma tarefa nobre para assumir” e acredita que deve ser “um dos principais pilares da Política Agrícola Comum (PAC)”.

De acordo com o portal espanhol Animal’s Health, o eurodeputado Frederick Federley, vice-presidente do Grupo sobre Bem-Estar e Conservação de Animais, já anunciou que pediu ao Parlamento Europeu um novo diploma em matéria de bem-estar animal e que Ursula von der Leyen se terá comprometido a aprovar um direito de iniciativa legislativa, o que significa que se compromete a responder às resoluções de iniciativa do Parlamento com projetos de lei.

Reineke Hameleers, diretora do Eurogrupo pelos Animais, também já se pronunciou: “Depois de uma década de estagnação legislativa, ficamos felizes por dar as boas-vindas a uma presidente da Comissão amiga dos animais, tanto pessoal como politicamente. Sentimo-nos encorajados com as suas declarações e esperamos trabalhar com a Comissão durante os próximos cinco anos para oferecer melhorias reais para os animais em toda a União Europeia.”

Ursula von der Leyen assume o cargo de presidente da Comissão Europeia a 1 de novembro.