Antibióticos

OMS diz que é urgente criar novos antibióticos e publica bactérias que mais ameaçam a saúde humana

medicamentos veterinários

A Organização Mundial de Saúde (OMS) publicou recentemente uma lista com as 12 ‘famílias de bactérias’ que representam a maior ameaça para a saúde humana e defende que é urgente promover a investigação para o desenvolvimento de novos antibióticos.

“Esta lista é uma nova ferramenta para garantir que a Investigação e Desenvolvimento respondem às necessidades de saúde pública urgentes. A resistência aos antibióticos está a crescer e estamos a ficar sem alternativas de tratamento. Se deixarmos estas questões apenas para as forças de mercado, os novos antibióticos que mais urgentemente precisamos não vão estar desenvolvidos a tempo”, refere Marie-Paule Kieny, da Organização Mundial de Saúde.

Esta lista está dividida em três categorias de prioridades, desde crítica a prioridade média. O grupo de bactérias críticas que se estão a tornar resistentes aos antibióticos hoje existentes no mercado é constituído, sobretudo, por aquelas que representam uma ameaça para hospitais e outros centros de cuidados de saúde.

Por outro lado, as listas de prioridade média e alta é composta por aquelas bactérias que causam mais doenças, como é o caso da Salmonella e da gonorreia. Veja a lista completa abaixo.

Prioridade 1: CRÍTICA

Acinetobacter baumannii, carbapenem-resistant

Pseudomonas aeruginosa, carbapenem-resistant

Enterobacteriaceae, carbapenem-resistant, ESBL-producing

Prrioridade 2: ALTA

Enterococcus faecium, vancomycin-resistant

Staphylococcus aureus, methicillin-resistant, vancomycin-intermediate and resistant

Helicobacter pylori, clarithromycin-resistant

Campylobacter spp., fluoroquinolone-resistant

Salmonellae, fluoroquinolone-resistant

Neisseria gonorrhoeae, cephalosporin-resistant, fluoroquinolone-resistant

Prioridade 3: MÉDIA

Streptococcus pneumoniae, penicillin-non-susceptible

Haemophilus influenzae, ampicillin-resistant

Shigella spp., fluoroquinolone-resistant