Quantcast
Animais de Companhia

29 cães recolhidos em moradia de Carcavelos

Foram apreendidos 29 cães, numa moradia situada ao lado da Escola Secundária de Carcavelos, em Cascais. A operação decorreu esta terça-feira, 5 de janeiro, numa ação concertada entre o Centro de Proteção Animal de Cascais, que integra a Associação São Francisco de Assis – Cascais e o Centro de Recolha Oficial de Animais, e a PSP.

Após várias denúncias dos habitantes locais, o Município de Cascais, a Junta de Freguesia de Carcavelos Parede e as forças de segurança pública agiram rapidamente para a reposição da legalidade e para que fosse emitido despacho pelo Ministério Público para a apreensão dos 29 animais que se encontravam em condições de higiene precárias, dada a evidente insalubridade da habitação onde foram recolhidos.

Segundo avança o jornal Público, o caso estava a ser acompanhado pela Junta de Freguesia de Carcavelos Parede e pelo Município de Cascais, através do Centro de Proteção Animal, que já tinha procedido à esterilização dos animais e alertado o tutor para as deficientes condições em que os animais se encontravam.

“Após cerca de uma hora no processo de captura, conseguimos que o tutor cedesse o termo de responsabilidade para podermos ficar com a guarda definitiva dos animais. Os 29 cães já seguiram para as nossas instalações no Zambujeiro, onde receberão todos os cuidados de saúde necessários, para posteriormente entrarem no circuito de adoção responsável, de forma a devolver a estes animais o bem-estar que merecem”, referiu Sónia Diniz, médica veterinária do Centro de Proteção Animal de Cascais.

Para Nuno Piteira Lopes, vereador da Câmara de Cascais, “o município tem uma política de defesa do animal bastante exigente, pois acreditamos que uma sociedade saudável é aquela onde pessoas e animais convivem de uma forma digna e respeitosa. Ao detetarmos que, mesmo após os alertas, o tutor destes 29 cães não tomava uma medida de proteção dos mesmos, tivemos de intervir para que o bem-estar destes fosse garantido”.

“A articulação entre o Centro de Proteção Animal de Cascais e as autoridades e a rápida resposta na intervenção foi fundamental. Esta era uma situação que já estava identificada e que nos preocupava em termos de saúde pública e de segurança, face à proximidade à escola e às habitações”, referiu Nuno Alves, presidente da Junta de Freguesia de Carcavelos Parede.

Para esta ação foram mobilizados pelo Centro de Proteção animal de Cascais uma médica veterinária, um técnico superior de saúde ambiental e seis tratadores liderados pela coordenadora da unidade de acolhimento animal, tendo sido acompanhados pela Polícia de Segurança Pública, que garantiu o cumprimento do mandato judicial de retirada dos animais. A empresa municipal Cascais Ambiente procedeu aos trabalhos de higienização do espaço onde os animais se encontravam alojados.

Este site oferece conteúdo especializado. É profissional de saúde animal?