Saúde

Raiva ainda mata 60 mil pessoas por ano

Raiva ainda mata 60 mil pessoas por ano

A raiva ainda mata cerca de 60 mil pessoas por ano, apesar do esforço da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) para travar o avanço da doença transmissível entre animais e humanos. Na data em que se celebra o Dia Mundial da Luta Contra a Raiva (29 de setembro), a OIE apresentou os avanços do seu plano estratégico que pretende atingir uma meta de morte zero por raiva transmitida de cães para humanos em 2030.

De acordo com os dados divulgados pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), a raiva ainda causa a uma morte de um humano a cada nove minutos, 80% das quais em zonas rurais e 40% das quais de crianças. Além disso, a OIE revela que os cães são responsáveis por 99% dos casos de raiva em humanos.

Recorde-se que em 2015, a OIE, a OMS, a GARC e a FAO estabeleceram como meta zero mortes humanos por raiva até 2030. Este plano tem como objetivo prevenir a raiva transmitida por cães através de uma melhor consciencialização e de campanhas de vacinação e melhor acesso a cuidados de saúde e medicamentos para a população em risco.