Eventos

O que podemos esperar do maior congresso veterinário do país?

O que podemos esperar do maior congresso veterinário do país?

Numa altura em que a organização do Congresso Montenegro está apostada em reinventar o modelo do evento, a 15ª edição apresenta-se com algumas novidades. Saiba o que pode encontrar no Europarque, em Santa Maria da Feira, e a revolução que está a ser preparada para a área comercial.

‘Dermatologia Sem Segredos’. Eis o mote para a 15ª edição do Congresso Montenegro, um evento que espera contar com a presença de cerca de 2000 médicos veterinários, dos quais 500 espanhóis que aproveitam a proximidade de Santa Maria da Feira para se manter a par das novidades do setor. Este ano, a organização garantiu a presença de especialistas como Luis Ferrer, uma referência na dermatologia, Ana Oliveira, Ana Mafalda Lourenço, Carlos Vich, Cláudia Rodrigues, Diana Ferreira, Elena Dieguez, Filipa Seia, Justina Oliveira, Luís Martins, Marcos Fernández Monzón, Pachi Clemente e Patrícia Poeta, entre outros, para centrarem atenções à volta dos segredos da dermatologia.

“Vamos apostar num formato inovador, mais apetecível e produtivo para os visitantes”, refere Luís Montenegro, diretor do Hospital Veterinário Montenegro e um dos principais organizadores do evento. “Vamos ter a apresentação de casos clínicos em direto, desafiando um médico veterinário convidado a diagnosticar doenças em tempo real e respetivos tratamentos para casos que não conhece previamente”, revela.

Prémio Científico Prof. Miguel Faria

Devido à boa adesão da sala de primeiros socorros na edição anterior, a mesma está de volta no sábado, dia 23. “Trata-se de um espaço destinado a bombeiros e que visa dar resposta e fornecer competências para o resgate de animais e a prestação de primeiros socorros em várias situações do dia-a-dia, nomeadamente no caso de acidentes rodoviários”, explica Luís Montenegro.

Uma novidade na edição deste ano é a homenagem ao Prof. Miguel Faria, figura determinante na organização do evento, com a criação do Prémio Científico Prof. Miguel Faria, no valor de 1000 euros, que visa distinguir a melhor comunicação livre e que vai ser entregue pela família do homenageado. “As comunicações científicas têm sido de uma qualidade extremamente elevada e são um orgulho para a classe. Em 2018 reuniu 85 submissões, o maior número de sempre, e que esperamos superar”, refere Luís Montenegro.

“Orgulhamo-nos de organizar o congresso com maior representatividade de profissionais desta área. No ano passado reunimos 1300 médicos veterinários, 460 estudantes de medicina veterinária e 580 enfermeiros e estudantes de enfermagem veterinária, dos quais cerca de 300 congressistas espanhóis”, lembra Luís Montenegro. Este ano, o objetivo passa por “elevar a fasquia dos congressos de medicina veterinária com o nosso projeto – arrojado e inovador – que oferece conhecimento sem descurar momentos de lazer e bem-estar”.

Congresso Montenegro

Programa

Pavilhão Comercial

XV Congresso Medicina

IX Congresso Enfermagem

Sala de Primeiros Socorros 

 

Revolução no pavilhão comercial

Para a 15ª edição, a organização está a apostar na introdução de “um sistema audiovisual de topo” e “um grande palco onde serão apresentadas palestras científicas, comerciais e lúdicas”. A grande novidade é mesmo a instalação de um palco no pavilhão comercial, que também vai receber palestras de vários temas, intercaladas com apresentações de caráter comercial e alguns momentos lúdicos. Em frente ao palco vão estar dispostas 400 cadeiras ladeadas por duas alcatifas centrais em direção ao palco, o que vai alterar a disposição habitual dos stands, mas permitir uma maior distribuição destes e maior presença de congressistas na área comercial. No recinto, os visitantes podem ainda assistir às palestras na sala de enfermagem e na sala de primeiros socorros.

 

Corrida do Veterinário

Para o último dia do Congresso está prevista a “Corrida do Veterinário”, uma prova de 10km que é aberta a toda a sociedade, a que se junta uma “Caminhada com o cão”, de 5km e onde podem participar famílias com os seus animais de estimação. Do custo de cada inscrição 1€ irá reverter para os Veterinários Sem Fronteiras ou a Associação dos Amigos dos Animais de Santa Maria da Feira.

 

Tem um animal com problemas dermatológicos? Traga-o ao workshop

No dia 21 de fevereiro, às 09h30, Carlos Vich vai conduzir um workshop sobre Leishmaniose, Alopécia, Pênfigo foliáceo, Atopia e Piodermia, onde vai analisar quadros clínicos e casos clínicos. A capacidade máxima é de 30 participantes e segundo a organização, os interessados podem trazer um animal com problemas dermatológicos para investigar no workshop.

Às 15h00 decorre o segundo workshop, desta vez sobre Tricograma, Citologia cutânea e ótica, Biopsia, Skin-test: Como? Quando? Porquê? De que lesões? Este inclui casos in vivo de cães e gatos com alopécia e hipotricose, sobretudo para realizar tricograma e outros procedimentos.