Investigação

Investigadores do Reino Unido detetam ‘superbactéria’ resistente aos antibióticos em cão

Investigadores do Reino Unido detetam ‘superbactéria’ resistente aos antibióticos em cão

Acaba de ser publicado na revista científica Journal of Antimicrobial Chemotherapy um estudo que revela a descoberta de uma ‘superbactéria’ resistente a antibióticos de último recurso num cão do Reino Unido.

A descoberta foi feita num cão da raça Springer Spaniel depois de ter sido isolada a bactéria Escherichia coli (E. Coli) numa ferida. De acordo com os investigadores, a bactéria isolada albergava um gene resistente a antibióticos da classe Carbapenem, habitualmente utilizados para tratar infeções fatais como último recurso, assim como genes resistentes a outros antibióticos mais comuns.

Dorina Timofte, investigadora da Instituto de Ciências Veterinárias da Universidade de Liverpool, explica que “a nível global, existem até à data muito poucos relatos de bactérias resistentes a antibióticos da classe Carbapenem em animais de companhia e apesar da prevalência identificada neste estudo ter sido baixa, é muito surpreendente”.

“Os antibióticos da classe Carbapenem não estão autorizados para utilização em animais de companhia na União Europeia ou no Reino Unido, mas esta descoberta é preocupante devido ao contacto próximo entre animais e pessoas que pode permitir que as bactérias sejam transferidas entre espécies”, acrescenta.

Saiba mais sobre esta descoberta aqui.