Hong Kong vai sacrificar aves de mercados devido a outro foco de gripe aviária

Hong Kong vai sacrificar aves de mercados devido a outro foco de gripe aviária

Oficiais de saúde de Hong Kong anunciaram, no dia 11 de Junho, que as aves de todos os mercados do seu território serão sacrificadas após ter sido detectado o vírus H5N1 em frangos de mais quatro estabelecimentos da cidade.

«Anunciámos que todos os pontos de venda de frangos são agora áreas infectadas», alertou o director do Departamento de Agricultura, Pescas e conservação de Hong Kong, Cheung Siu-hing, citado pelo “Medical News Today”.
As autoridades decidiram, assim, não ser complacentes com a situação e eliminar todas as aves.
De acordo com Cheung, cerca de 3.500 aves, de um total de 64 mercados distribuídos por toda a cidade, serão eliminadas. Apenas as aves dos estabelecimentos serão mortas, uma vez que as quintas locais não foram afectadas.
York Chow, secretário da Saúde, Bem-Estar e Alimentação de Hong Kong, confirmou que as amostras colhidas em aves das quintas locais deram negativo e que a maioria se encontrava relativamente segura devido à instalação de medidas de bio-segurança.
Em adição, as autoridades anunciaram, em consonância com as guidelines internacionais, o embargo da importação de aves durante 21 dias (que começou no próprio dia), podendo o prazo ser alargado.