Ordem dos Médicos Veterinários

Atual Conselho Diretivo da OMV vai recandidatar-se

O atual Conselho Diretivo da Ordem dos Médicos Veterinários (OMV) vai apresentar a sua recandidatura no âmbito da eleição dos órgãos nacionais e regionais da OMV para o período de 2020-23, confirmou fonte do Conselho à VETERINÁRIA ATUAL.

A lista completa desta recandidatura, que ainda não foi definida, vai ser apresentada dentro do prazo legal para submissão, que termina no dia 7 de outubro.

Questionada sobre o motivo para a recandidatura do atual Conselho, a fonte da OMV afirmou que “em quatro anos há uma série de projetos que de todo se conseguiram realizar”. Entre estes estão, acrescentou a mesma fonte, a situação do IVA aplicada aos médicos veterinários e a definição dos atos médicos veterinários. “Demos passos, mas as coisas não se realizaram na totalidade. A casa ainda não está arrumada para a entregarmos de forma tranquila.”

Há ainda situações que já deveriam estar “em velocidade de cruzeiro” e não estão, devido a percalços “que algo de novo acarreta”, como o novo Boletim Sanitário de Cães e Gatos, de exclusiva aquisição por médicos veterinários, e que só entrou em vigor na segunda metade do mandato.

“A própria estrutura da OMV tem de profissionalizar-se”, disse a mesma fonte à VETERINÁRIA ATUAL. “Em quatro anos, o aumento do número de situações e membros é extremo. A tendência vai ser esta. A OMV, enquanto instituição, tem passos fundamentais a ser dados para conseguir dar devida resposta aos seus membros”, salientou.

As assembleias eleitorais para o quadriénio 2020-23 estão marcadas para dia 7 de dezembro deste ano.