Animais de companhia

Segundo caso de cão com listeriose detetado em Espanha

A Confederação Empresarial Veterinária Espanhola (CEVE) anunciou ontem, dia 26 de agosto, que foi detetado um segundo caso de um cão exposto a carne contaminada com listeriose, em Sevilha, local de origem do surto desta doença no país vizinho.

De acordo com a publicação Animal’s Health, ambos os casos foram detetados na rede de centros veterinários sanitários associados da CEVE, que é composta por cerca de 1 200 centros em Espanha.

“Graças à colaboração destes centros CEVE, pôde-se confirmar a existência de um segundo caso de exposição de um cão a carne contaminada com Listeria monocytogenes. Este cão, que teve acesso de forma acidental a uma quantidade de carne contaminada que havia sido descartada, foi imediatamente levado para um hospital veterinário de Sevilha, onde lhe fizeram uma lavagem ao estômago e lhe foi administrado um tratamento antibiótico preventivo, tendo permanecido inicialmente em observação, sendo que já recebeu alta”, disse Delia Saleno, presidente da CEVE, ao portal noticioso espanhol.

A presidente alertou ainda para o perigo que representa para a saúde pública “a nova moda de dietas para cães e gatos à base de carne crua, que ao carecer de tratamento térmico se podem converter em veículos de transmissão de doenças, especialmente em casos de micro-organismos, como a Listeria, que são capazes de reproduzir-se em temperaturas de refrigeração”.