Animais de Companhia

Afinal os gatos também criam laços com os tutores

Afinal os gatos também criam laços com os tutores

A ideia de que os gatos são animais independentes e que não criam laços com os seus tutores, como os cães, foi agora refutada por um estudo realizado pela Universidade Estadual de Oregon, nos Estados Unidos da América. O estudo revela que os gatos, ao contrário do que se pensava até aqui, criam laços de afeto com os seus tutores, à semelhança dos cães e dos bebés.

O estudo, agora publicado na revista científica Current Biology, mostra que, à semelhança do que acontece com os bebés e os cães, os gatos sentem-se mais seguros quando os seus cuidadores estão presentes, o que contraria a ideia de que são animais solitários.

A investigação envolveu 70 gatos, entre os três e os oito meses de idade, e os respetivos tutores. Na primeira fase do estudo, os felinos passaram dois minutos dentro de uma sala com os tutores, seguidos de outros dois minutos sozinhos. No final, os tutores voltaram a entrar no espaço, com 64% dos animais a mostrarem-se menos stressados nesse momento do que quando estavam sozinhos.

“Podemos estar a subestimar as habilidades sociocognitivas dos gatos”, defendem os autores do estudo, que indicam ainda que estes animais demonstram criar um vínculo emocional com os seus tutores.

“A maioria dos gatos está firmemente ligada ao dono e usa-o como fonte de segurança num ambiente novo”, referem ainda os autores da investigação.