Animais de Companhia

Veterinária quer criar ‘escala de qualidade de vida’ para ajudar a decidir eutanásias

Veterinária quer criar ‘escala de qualidade de vida’ para ajudar a decidir eutanásias

Alicia Villalobos, médica veterinária espanhola especializada em oncologia, quer criar uma ‘escala de qualidade de vida’ para determinar qual o melhor momento para proceder à eutanásia de um animal de companhia que esteja em sofrimento. De acordo com o portal Animal’s Health, o objetivo da médica veterinária é apoiar os tutores dos animais na decisão.

A médica veterinária propõe uma escala com seis categorias que, por sua vez, possuem uma pontuação de 0 (pouco) a 10 (muito) que é atribuída de acordo com a qualidade de vida do animal e do nível de dependência dos cuidados do tutor.

Segundo a publicação, a escala proposta tem em conta, em primeiro lugar, a dor experienciada pelo animal e pode ajudar, segundo a veterinária, a decidir os tratamentos prescritos pelo médico veterinário. Depois da dor, são analisados fatores como a respiração, a capacidade do animal para se alimentar, a capacidade de hidratação, a higiene e a mobilidade.

A médica veterinária diz ainda que é importante medir a felicidade do animal, pedindo aos tutores que observem se o animal se mostra alegre e se responde aos estímulos que o rodeiam ou se, pelo contrário, está letárgico, sofre de crises de ansiedade e se isola. Para além disso, a especialista defende que é importante medir se os dias bons superam os dias maus e só depois tomar uma decisão.