Eventos

Enfermeiros veterinários encontram-se para debater estado da profissão

Enfermeiros veterinários encontram-se para debater estado da profissão

A 5ª edição do Congresso Internacional de Enfermagem Veterinária realiza-se nos próximos dias 21 e 22 de outubro, na Escola Superior Agrária de Bragança, uma organização da Associação de Enfermeiros Veterinários Portugueses (AEVP) que terá como tema ‘Enfermagem veterinária na cirurgia e anestesia’.

A VETERINÁRIA ATUAL falou com o presidente da AEVP, Adérito Ortelá, que nos explicou que espera “uma sala cheia“ e “afluência tanto de estudantes, como de colegas no ativo, pois queremos que este congresso, que tem vindo a ser organizado por cada uma das Escolas Superiores que lecionam Enfermagem Veterinária, seja cada vez mais um Congresso não só de estudantes, mas também dos profissionais.”

“O objetivo deste congresso é ser um momento de formação, encontro e debate da enfermagem veterinária. É o primeiro e único evento específico de enfermagem veterinária em concreto, iniciado pelas mãos dos docentes e escolas que deram início a esta profissão em Portugal e que tem vindo a lutar para a evolução da classe e sua credibilização. É também objetivo desta organização fomentar tanto ofertas formativas, como divulgar os exemplos que já temos de enfermagem veterinária em Portugal e mostrar o que se passa lá fora, pois esta profissão é recente em Portugal (pelo menos uma década), no entanto outros países já a exercem há muito mais tempo”, acrescenta.

Sobre o tema deste ano, Adérito Ortelá revela que “selecionámos o tema de cirurgia e anestesia por ser uma área em que o papel do enfermeiro veterinário tem um grande relevo e em que notamos uma necessidade de aprofundar os conhecimentos que adquirimos no percurso académico. Quanto aos oradores decidimos dar grande destaque nesta edição aos enfermeiros veterinários que ao longo do seu percurso profissional têm trabalhado nesta área e que têm feito formações na mesma, isto para se notar cada vez mais o empenho e valência técnica e científica dos enfermeiros veterinários, tendo como exemplos enfermeiros que exercem em Portugal, mas também no exterior como é o exemplo do Reino Unido.”

Workshops de Monitorização Anestésica e Consultas de Enfermagem

À semelhança das anteriores edições, no congresso deste ano haverá também lugar para a realização de dois workshops: Monitorização Anestésica e Consultas de Enfermagem.

“O Workshop de ‘Monitorização Anestésica’ decorrerá nos dias anteriores ao congresso em que será abordada de forma mais prática toda a envolvência da atuação de enfermagem na cirurgia, desde a admissão dos pacientes até ao pós-cirúrgico”, explica Adérito Ortelá. “O Workshop de ‘Consultas de Enfermagem‘ tem como objetivo mostrar o que um enfermeiro veterinário pode fazer na clínica de pequenos animais no contacto mais direto e autónomo com o paciente e cliente, desde o aconselhamento nutricional, controlos ambulatórios e sensibilização dos tutores com alguns aspetos da saúde dos seus animais”, acrescenta.

No congresso deste ano, o futuro da profissão de enfermeiro veterinário voltará a estar em cima da mesa. De acordo com o presidente da AEVP, “cada vez mais as funções do enfermeiro veterinário são reconhecidas entre os seus pares no âmbito da clínica de pequenos animais, onde em muitos hospitais e clínicas é já imprescindível o lugar do enfermeiro veterinário, no entanto há ainda muito a percorrer para que as funções e tarefas com autonomia, responsabilidade e responsabilização estejam definidas, tal como foi recentemente legislado o ato médico veterinário. Como seguimento a este grande passo para a atuação veterinária em Portugal, será importante e imprescindível que sigamos o mesmo caminho, para que esta classe que já se encontra no dia-a-dia há pelo menos uma década esteja mais definida, reconhecida e inequivocamente estabelecida.”

Quanto a projetos para o futuro, Adérito Ortelá divide o tema em duas áreas: “a nível individual da AEVP queremos promover mais momentos formativos para complementar e aprofundar conhecimentos técnicos e práticos dos enfermeiros veterinários em relação à formação académica, criarmos mais parcerias com entidades que já promovem formação específica para a enfermagem veterinária”. Já em termos do Congresso Internacional “temos o intuito de, como acontece com esta edição, fazermos parte integrante da organização juntamente com as Escolas Superiores”.