Animais de Companhia

Dog walkers vão passar a ter guia de ‘boas práticas’

Dog walkers vão passar a ter guia de ‘boas práticas’

A Dogs Trust, a The Royal Society for the Prevention of Cruelty to Animals (RSPCA) e a Pet Industry Federation uniram esforços para criar um guia de ‘boas práticas’ para passear cães, um documento para apoiar aqueles que fazem desta prática uma profissão.

De acordo com as organizações, a procura por este tipo de serviços está a aumentar um pouco por todo o mundo e é preciso garantir o bem-estar dos animais, já que a profissão de ‘dog walker’ não é regulada.

De acordo com um estudo recentemente publicado pela Dogs Trust, 13% dos tutores britânicos já recorrem a terceiros para passear os seus cães e para garantir que o animal faz o exercício necessário. Ainda assim, 60% dizem não ter contrato ou acordo legal com o seu ‘dog walker’.

“Atualmente, os ‘dog walkers’ não são regulados nem licenciados, o que significa que não existe verificação de quem são estas pessoas e de como se garantem as necessidades dos cães. Sentimos que era extremamente importante, não apenas para o bem-estar dos cães como para os ‘dog walkers’, que se criasse um conjunto de orientações para garantir que os cães estão a ser bem tratados e para garantir que estas pessoas sabem o que é esperado delas”, dizem as organizações responsáveis pelo documento.

O documento conta com informação sobre as necessidades individuais dos cães e ainda orientações sobre como devem ser transportados, exercício necessário, como passear os cães em grupos e casos de emergência. Aceda ao documento aqui.