Formação

A alimentação animal é o destaque destes eventos

A alimentação animal vai estar em destaque em dois eventos distintos a decorrer nos meses de setembro e outubro.

Esta quinta-feira, 19 de setembro, a Associação Portuguesa dos Industriais de Alimentos Compostos para Animais (IACA), organiza as VIII Jornadas de Alimentação Animal, em Fátima.

Com a presença de oradores nacionais e internacionais, o evento vai abordar o impacto do setor na sustentabilidade do planeta e procurar dar respostas para mitigar este mesmo impacto em Portugal e no mundo.

Os destaques do dia vão para as intervenções de Divanildo Monteiro, engenheiro zootécnico e professor no Departamento de Zootecnia da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), que vai falar sobre o papel da alimentação de precisão na redução do impacto ambiental da produção animal; e também de Emídio Gomes, vice-reitor da UTAD para a área de Investigação e Inovação e coordenador do InovFeed, cuja apresentação se vai focar na inovação no contexto da produção de alimentos para animais em Portugal, nomeadamente na descoberta de novas matérias-primas mais sustentáveis, mas ricas em proteína.

O evento vai contar ainda com a participação de Carlos Buxadé, consultor internacional e professor emérito da Universidade Politécnica de Madrid, que vai falar dos desafios e oportunidades da indústria de alimentação animal.

Em outubro, é a vez do Instituto do Animal, em Lisboa, realizar o curso Alimentação e Nutrição do Cão, uma iniciativa dirigida a tutores, associações, lojas de animais, tratadores e criadores que querem conhecer quais as vantagens e desvantagens de cada filosofia alimentar canina.

A formação vai decorrer nas instalações do Instituto, no dia 12 de outubro, a partir das 15h30.

Segundo a organização, “serão abordados temas como as noções fundamentais de alimentação canina; necessidades nutricionais e alimentares do cão ao longo da vida; como interpretar os rótulos dos alimentos comerciais; vantagens, desvantagens e riscos associados a cada tipo de alimentação canina; determinação das doses adequadas; como a alimentação pode ajudar a prevenir algumas doenças; como prevenir a obesidade; entre outros”.

O curso de quatro horas vai ser lecionado por Ana Lourenço, que, segundo o Instituto do Animal, é a “única médica veterinária portuguesa diplomada na especialidade de nutrição pelo European Board for Veterinary Specialisation”.