- Veterinaria Atual - https://www.veterinaria-atual.pt -

Veterinários avisam que métodos usados para destruir ninhos de vespa asiática não são eficazes

A Associação Nacional de Médicos Veterinários dos Municípios (ANVETEM) disse esta quarta-feira (18 de setembro) que os métodos indicados pelas autoridades para destruir os ninhos não são eficazes. Citado pela TSF, Ricardo Lobo, membro da associação [1], diz que há muito por fazer para combater a vespa asiática [2], cada vez mais disseminada pelo País.

O responsável diz que este é um problema grave e que o combate não deveria estar ao livre arbítrio das câmaras municipais, referindo que nem todos os municípios estão a optar por destruir os ninhos.

“Se um município decide fazer um combate sério e sistemático e o do lado não faz nada, no ano seguinte o primeiro está de novo cheio de ninhos de vespa asiática”, afirmou em declarações à TSF, referindo que o combate à vespa asiática deve ser considerado uma prioridade nacional.

Ricardo Lobo acrescentou que os métodos divulgados pela Direção-Geral de Veterinária e pelo Instituto da Conservação da Natureza e Florestas no Manual de Boas Práticas na destruição de ninhos, feito pela Comissão de Acompanhamento para a Vigilância, Prevenção e Controlo da Vespa Velutina, não são os mais eficazes.

“Os métodos que nos foram apresentados não são os mais adequados e alguns deles não são exequíveis […]. É impossível levar uma autoescada a sítios onde nem se consegue ir de mota, nem fazer fogo de maçarico em pleno verão…”, refere.

“Com os três métodos que nos são apresentados é muito difícil destruir 80% dos ninhos de vespa asiática que ficam em locais inacessíveis, a mais de 30 metros”, sendo que “os municípios com experiência nesta área desenvolveram métodos que também respeitam o ambiente com moléculas [de inseticidas] mais efetivas que aquelas que nos autorizam a usar” pelos efeitos no meio ambiente, sublinhou ainda Ricardo Lobo.