Animais de Produção

Investigadores estudam vegetação mediterrânica preferida por cabras

Investigadores estudam vegetação mediterrânica preferida por cabras

Um grupo de investigadores da Estação Zootécnica Nacional, em Santarém, está a desenvolver um projeto de investigação com o objetivo estudar a vegetação mediterrânica preferida das cabras, assim como os seus efeitos na redução de parasitas e o contributo do pastoreio na limpeza da floresta.

Em declarações à Lusa, a investigadora responsável pela coordenação do estudo, Ana Teresa Belo, explica que o objetivo da investigação é conhecer melhor a dieta selecionada por cabras em pastoreio, analisando o seu valor nutritivo e as suas propriedades anti-helmínticas, ajudando ainda os produtores a melhorar a produção e promover a biodiversidade e o controlo da vegetação combustível.

“Sabemos que os caprinos são muito atreitos a parasitismo gastrointestinal”, por isso, este estudo pretende ajudar a reduzir os gastos com antiparasitários sintéticos, “que são caros, além da parte ecológica e de poderem entrar na cadeia alimentar”.

O projeto estará a decorrer até ao final de 2019 e além de registar as plantas e que parte da planta cada animal do rebanho estudado come, analisa ainda em laboratório as fezes dos animais para ver o que ingeriram e amostras de leite para verificar que alterações acontecem com a mudança do pasto, onde estão atualmente, para a floresta, onde serão colocadas em breve.