Quantcast
Animais de Produção

Descobertas sobre gripe suína podem ajudar nos tratamentos humanos

Descobertas sobre gripe suína podem ajudar nos tratamentos humanos

O Pirbright Institute, em Inglaterra, criou os primeiros anticorpos suínos que os protegem de serem infetados com gripe suína. A descoberta pode ajudar no desenvolvimento de terapias humanas, avança o portal Vet Times.

Os investigadores descobriram que os anticorpos reconhecem os mesmos dois principais locais da proteína hemaglutinina do vírus da gripe alvo de anticorpos humanos. Além disso, foram eficazes a neutralizar a variante do vírus suíno que causou uma pandemia em 2009 (gripe A).

Elma Tchilian, líder do grupo de imunologia mucosa em Pirbright, afirmou que “estes dados demonstram que os suínos e os seres humanos, que são ambos hospedeiros naturais para vírus da gripe, geram respostas imunológicas muito semelhantes”.

O trabalho do instituto indica que os anticorpos podem ser usados para desenvolver e avaliar as terapias humanas de anticorpos, e os métodos de entrega relacionados. O anticorpo suíno tem também o potencial de melhorar a maneira como a monitorização da evolução da gripe é feita, assim como de ajudar a informar decisões sobre a seleção anual de vacinação contra o vírus.

Esta investigação foi feita em colaboração com a Universidade de Oxford, juntamente com o The Francis Crick Institute e o The Pirbright Livestock Antibody Hub.  O estudo, que foi publicado no PLOS Pathogens, gerou os primeiros anticorpos monoclonais para o vírus suíno.

Este site oferece conteúdo especializado. É profissional de saúde animal?