- Veterinaria Atual - https://www.veterinaria-atual.pt -

Projeto Best Practice Hens quer apoiar transição para produção de galinhas livres de gaiolas

O projeto “Melhores práticas para a produção de ovos em sistemas alternativos” (Best Practice Hens) quer apoiar a transição para sistemas de produção de galinhas poedeiras livres de gaiolas na União Europeia. Em comunicado, a Ecovalia, associação espanhola envolvida no projeto, informa que este arrancou a 21 de maio de 2021, sendo financiado pela Comissão Europeia.

O ‘Best Practice Hens’ tem dois anos de duração prevista, terminando em maio de 2023. O consórcio foi selecionado com base num procedimento concursal aberto, sendo constituído por sete parceiros e duas empresas subcontratadas, representando um total de cinco países da UE: Universidade de Utrecht (líder do projeto, NL), Universidade e Investigação de Wageningen (NL), Instituto de investigação de Agricultura, Pesca e Alimentação de Flandres – ILVO (BE), Universidade de Aarhus (DK), NEIKER (ES), Instituto de Genética e Biotecnologia da Académia de Ciências de Polónia (PL) e Ecovalia (ES). A AviVet (NL) e a Kiddio (PL) participam como empresas subcontratadas.

 

Fases do projeto

O primeiro ano do projeto vai ser dedicado ao desenvolvimento de práticas para a criação de frangas e galinhas poedeiras em sistemas livres de gaiolas. Aliado a isso, serão realizados quatro estudos-caso em países onde já existe uma elevada percentagem de aves em sistemas livres de gaiolas (Países Baixos, Alemanha, França e Dinamarca) para identificar as melhores práticas. Serão também recolhidas informações sobre a situação atual e específica em quatro países-alvo que ainda estão em transição (Bélgica, Espanha, Portugal e Polónia), para adaptar as melhores práticas às suas condições locais.

 

Os aspetos relativos ao maneio e alojamento, a monitorização do bem-estar dos animais, os aspetos económicos e de sustentabilidade serão alguns dos temas que o projeto pretende dar uma especial atenção.

No segundo ano do projeto, no âmbito de uma conferência internacional de produtores a realizar em Bruxelas, vão ser apresentadas as melhores práticas identificadas e um roteiro para uma transição bem-sucedida nos quatro países alvo (Bélgica, Espanha, Portugal e Polónia). Durante o projeto, serão tidas em conta condições específicas de cada país alvo que possam apoiar ou dificultar a transição para sistemas livres de gaiolas.

 

Desde o início do projeto estarão envolvidas todas as partes interessadas da indústria dos ovos, organizações europeias de agricultores e ONG. Serão representados através de um conselho consultivo das partes interessadas, composto pelas seguintes organizações: EUWEP, COPA-COGECA, Eurogroup for Animals, Federation of Veterinarians of Europe, EFSA, Lohmann Tierzucht, ERPA e Vencomatic.