- Veterinaria Atual - https://www.veterinaria-atual.pt -

HVTM integra rede OneVet e prepara seminário de Oftalmologia

O Hospital Veterinário de Trás-os-Montes [1] está a preparar o seu IV Seminário já no próximo dia 6 de Março. O evento vai ser dedicado à área da oftalmologia e vão ser abordadas as principais patologias orbitárias, palpebrais, corneais, uveais e lenticulares.

A aposta nesta temática vem no seguimento de pedidos de médicos veterinários que tiveram oportunidade de participar nos eventos anteriores do HVTM, dedicados à oncologia, dermatologia e cardiologia.

“É um tema sobre o qual ainda há alguma falta de informação, por ser algo mais específico. Como também me dedico à oftalmologia optámos por esta temática”, revelou Paulo Pimenta, diretor clínico do Hospital. “Vamos abordar aquelas situações com as quais os clínicos generalistas lidam mais no dia-a-dia e que sentem mais dificuldades. Situações simples e pequenas intervenções que podem causar algum receio para os veterinários de clínica geral”.

O seminário também vai abordar casos mais complexos, como transplantes de córneas e cirurgia de cataratas, para os participantes que procurem informação mais avançada. Paulo Pimenta vai conduzir o seminário juntamente com Hugo Vilhena, do Hospital Veterinário do Baixo Vouga e Esmeralda Delgado, professora de Oftalmologia na Faculdade de Medicina Veterinária da Universidade de Lisboa.

Integração no OneVet Group

Após uma mudança de instalações, que decorreu em 2013, o Hospital Veterinário de Trás-os-Montes acabou por integrar o OneVet Group [2] em setembro de 2015. Uma situação que agradou a Paulo Pimenta, que acredita no funcionamento de uma estrutura em rede.

Hospital Veterinário de Trás-os-Montes [3]

“Quando somos abordados por um grupo desta natureza ficamos sempre satisfeitos e decidi aderir ao projeto porque acreditamos numa estrutura em rede do grupo. Também nos permite fazer parte de uma academia científica e todos os meses temos acesso a formações”. Uma realidade que permite o crescimento e a atualização de conhecimentos.

“É bom para nós e dá-nos projeção nacional, o que é difícil quando estamos no interior do país. Também temos uma equipa de gestão e marketing a apoiar o projeto, bem como o intercâmbio com outros hospitais e clínicas.