Animais de Companhia

Autoridades de Faro têm novos leitores de microchip para identificar animais

microchip vet

A GNR e a Autoridade Marítima, que fiscalizam animais de companhia no concelho de Faro, têm desde a última quinta-feira, 30 de janeiro, três novos leitores de microchip que foram cedidos pela Câmara Municipal de Faro.

Esta medida faz parte de uma “estratégia de combate ao abandono e maus tratos aos animais”, segundo Rogério Bacalhau, presidente da Câmara Municipal de Faro, citado pelo Público.

O autarca assumiu que há “dificuldade em ter equipamentos para detetar a proveniência dos animais”, mas que espera que a identificação possa ser mais célere, o que pode ajudar a identificação de animais perdidos, abandonados na via pública ou mesmo roubados.

Desde outubro de 2019, o registo de animais de companhia passou a ser obrigatório no caso de cães, gatos e furões através do Sistema de Informação de Animais de Companhia (SIAC).
De acordo com Marco Viegas Martins, comandante distrital da PSP de Faro, as intervenções que envolvem animais são uma área “que ocupa bastantes meios e tempo” à PSP, pelo que esta aquisição se trata de uma “mais-valia”.