Congresso Montenegro

Gestão: O que me deviam ter ensinado no curso de veterinária?

É assim, com esta pergunta, que vai arrancar a sala de gestão incluída no programa deste ano do Congresso Montenegro, que decorre no próximo fim-de-semana no Europarque, em Santa Maria da Feira.

Ricardo Almeida, gestor e diretor clínico da Vet Póvoa, em Coimbra, concluiu o MBA Executivo da FEUC e é consultor externo da área de gestão. Além de inaugurar a sala de gestão no sábado, às 14h10, vai ainda dar alguns recados para empregados e empregadores relacionados com a cada vez mais difícil gestão de recursos humanos e dos millenials.

Em declarações ao Negócios, Luís Montenegro refere que “na formação em veterinária, a gestão é desvalorizada, como se o conhecimento no tratamento do animal fosse suficiente. Os diretores das clínicas não podem ser apenas excelentes especialistas médicos, mas também grandes gestores. Este é um setor em que quase tudo é feito por privados, que têm como principal missão tratar e proporcionar bem-estar aos animais, mas que precisam de ter todas as contas em dia e de gestão para funcionar e ter bons resultados”.

A agenda da sala de gestão inclui a discussão de temas como ‘O que fazer para que o cliente regresse ao CAMV?’, por Renato Miracca, ou ‘Contrato de trabalho – O que todos deveríamos saber’, por Daniel Martins. “O direito laboral também é uma lacuna, estamos mal preparados para cumprir com tudo da forma mais correta”, refere Luís Montenegro.

A agenda de sábado termina com a palestra de Tim Vieira, um dos investidores da primeira edição do programa Shark Tank Portugal, sobre O melhor amigo do Homem.

Como introduzir e rentabilizar os avanços científicos na prática clínica?

O programa de domingo começa com recados de Ricardo Almeida para empregados e empregadores relacionados com a cada vez mais difícil gestão de recursos humanos. Já André Faustino, responsável pelo módulo de Bio-Empreendedorismo e Inovação do Programa de Doutoramento GABBA da Universidade do Porto, vai explicar como introduzir e rentabilizar os avanços científicos na prática clínica.

Porque falha a informatização dos CAMV’s e o que fazer para evitar é o tema da segunda palestra de Renato Miracca, diretor da Pontual software solutions no Brasil.

A sala de gestão termina com uma análise às finanças dos CAMV’s e quais as boas práticas a adotar na relação com a Autoridade Tributária, da responsabilidade do contabilista Rui Cunha.