Editorial

Até já

Até já

Quem me conhece mais de perto sabe que há algo que não sei fazer: dizer adeus. O apego ao que me rodeia, às situações e às próprias pessoas à minha volta faz com que dê o melhor de mim em tudo o que faço. Porque essa é a minha forma de estar na vida. E ao fim de oito anos à frente da revista que se tornou uma referência no meio médico-veterinário chegou a altura de dizer até já. É tempo de mudança e de abraçar um novo projeto.

Em várias edições do Vetbizz abordámos a questão da mudança e da instabilidade que ela representa. Pois chegou a altura de abraçar um novo projeto, de mudar. Levo comigo o carinho com que sempre me trataram. Apesar de não ser médica veterinária tentei sempre colocar-me nos vossos sapatos e sentir as vossas dores. Espero ter conseguido ser a voz das vossas lutas e que a revista que está a ler tenha feito alguma diferença no seu percurso. Será para mim, sem dúvida, um motivo de orgulho. Tal como é a projeção do Vetbizz, que é hoje uma referência na gestão em medicina veterinária.

Mas tenho de confessar o meu maior motivo de orgulho: a rubrica Veterinários Portugueses pelo Mundo, que idealizei desde o início e que deu a conhecer tantos veterinários a fazer um trabalho de excelência além-fronteiras. Porque se há algum propósito no trabalho que fazemos diariamente que seja dar a conhecer o excelente trabalho que é feito diariamente pelos médicos veterinários portugueses. Cá dentro e lá fora.

Obrigada a todos os que partilharam comigo as vossas histórias. Estarei eternamente agradecida pela generosidade. Tenho orgulho no crescimento que a classe tem atingido nestes últimos anos. Espero ter estado à altura.

Boas leituras e despeço-me com um até já!