Quantcast
Investigação

Veterinários identificam causa genética do hipoparatireoidismo

Um grupo de investigadores da Escola de Medicina Veterinária da Universidade Davis da Califórnia, nos EUA, identificou a causa genética do hipoparatireoidismo da família equina (EFIH, na sigla inglesa) em cavalos puro-sangue inglês. De acordo com os investigadores, esta descoberta representa a primeira variação genética do hipoparatiroidismo identificada em qualquer espécie animal doméstica.

“Para os donos e criadores de puros-sangue, a perda de um potro tem tremendos impactos económicos e emocionais”, refere o autor principal do estudo, Victor Rivas. Em declarações ao jornal MRCVonline, o investigador refere que “é importante promover hábitos de criação seguros e estratégicos, através da criação ativa de cavalos geneticamente testados, não só por causa da EFIH, mas também devido a outras doenças que possam ter impacto na qualidade de vida”.

O hipoparatireoidismo (EFIH) é uma doença fatal que provoca a contração involuntária dos músculos e convulsões em potros puro-sangue inglês. Os potros que padecem desta doença têm, normalmente, baixos níveis de paratireoide – uma hormona que controla os níveis de cálcio. Frequentemente, morrem ou são eutanasiados devido ao mau prognóstico.

No estudo, os investigadores identificaram a presença de uma herança autossómica recessiva que afeta as gerações de potros, devido à mutação do gene com fator de troca 5 (RAPGEF5) que estava presente no genoma de dois potros afetados pela EFIH.

Os especialistas descobriram ainda que a mutação do RAPGEF5 poderá estar na origem da má formação da raça, uma vez que este gene desempenha um papel importante no desenvolvimento da glândula paratireoide.

“A seguir, queremos avaliar a frequência dos alelos [formas alternadas, provocadas por mutação, de um gene] numa grande população de puros-sangue selecionada aleatoriamente”, explicou Carrie Finno, responsável pelo estudo. “Além disso, temos discutido a colaboração com Nathan Slovis, do Hagyard Equine Medical Institute, no Kentucky [EUA], para testar os casos de morte súbita em potros puro-sangue”, conclui.

Este site oferece conteúdo especializado. É profissional de saúde animal?