Investigação

Quais as raças com maior predisposição para o linfoma multicêntrico canino?

raças caninas

Um grupo de investigadores publicou recentemente um estudo onde faz um retrato geral da epidemiologia do linfoma multicêntrico canino na Alemanha, analisando dados sobre a predisposição de determinadas raças caninas para a doença. As conclusões revelaram que existem raças com maior predisposição para sofrer da doença.

No total, o estudo utilizou dados de 411 cães com linfoma maligno multicêntrico e analisou fatores como raça, idade e sexo do animal, comparando-os com dados de uma população de referência.

298 (72,5%) dos 411 cães analisados no estudo pertenciam a 86 raças caninas diferentes. 113 (27,5%) eram cães com mais de uma raça. De acordo com as conclusões agora reveladas, em comparação com os cães da população de referência, os investigadores encontraram uma predisposição para a doença nas raças Pitbull Terries Americano, American Staffordshire Terrier, Briard, Bullmastiff, Setter Irlandês e Rottweiler.

O estudo revela também que não se encontrou numa predisposição de género relacionada com a doença. Saiba mais sobre a investigação.