Quantcast
Investigação

Plano global para reduzir o risco de zoonoses emergentes

A iniciativa Preventing Zoonotic Diseases Emergence (PREZODE), que visa combater doenças zoonóticas a nível global e que começará em 2022, foi lançada no âmbito da Cimeira da Biodiversidade da One Planet, a 11 de janeiro, informa o Portal Veterinaria .

Os cinco pilares da PREZODE são a análise zoonótica de risco; a redução desse risco; a deteção e avaliação precoce dos impactos socioeconómicos, um sistema internacional de monitorização do risco zoonótico; e a participação das partes interessadas e desenvolvimento de redes regionais de saúde e biodiversidade.

Para este ano, vai ser delineado um plano de ação científico e estratégico, vai ser também criado um sistema de governação e elaborado um roteiro com indicadores de desempenho. Uma plataforma digital para recolha e partilha de dados também vai ser desenvolvida.

QU Dongyu, diretor-geral da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO), apoiou o programa, oferecendo a utilização do Centro Conjunto FAO/OMS, que trabalha na segurança alimentar, nas doenças animais e na resistência antimicrobiana, e o uso do Centro de Técnicas Nucleares em Alimentação e Agricultura, dirigido pela FAO e pela Agência Internacional de Energia Atómica (AIEA).

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, também congratulou a iniciativa, assim como Gavin Edwards, global coordinator, new deal for nature & people da WWF (World Wide Fund For Nature).

Na iniciativa estão associados três institutos franceses e dez organismos de investigação em França, Alemanha e Holanda, envolvendo mais de 1.000 investigadores em 50 países. Os institutos são o Centre de Coopération Internationale en Recherche Agronomique pour le Développement (CIRAD), o l’Institut National de Recherche en Agriculture, Alimentation et Environnement e o Institut de Recherche pour le Développement (IRD).

Outros envolvidos incluem a Agência Francesa para a Alimentação, o Ambiente e a Saúde e Segurança no Trabalho (ANSES), o Institut Pasteur, o Instituto Nacional Francês de Saúde e Investigação Médica (INSERM), o Friedrich-Loeffler-Institut na Alemanha e a Universidade de Wageningen dos Países Baixos.

Este site oferece conteúdo especializado. É profissional de saúde animal?