Animais Errantes

Matosinhos vai esterilizar gatos errantes

Matosinhos vai esterilizar gatos errantes

A Câmara Municipal de Matosinhos anunciou que vai capturar, esterilizar e devolver ao local de origem os gatos errantes do município, estando também prevista uma ação semelhante para os cães errantes. O objetivo, diz a autarquia, é controlar as colónias de gatos e reduzir a sua população.

A notícia foi avançada pelo vereador do Ambiente do executivo de Matosinhos, Correia Pinto, que explicou que numa primeira fase serão esterilizados os gatos assilvestrados, – que já foram domésticos, mas que por terem sido abandonados ou por se terem perdido já vivem nas ruas há tanto tempo que acabaram por adquirir o comportamento esquivo dos gatos silvestres – que se estimam ser de cerca de 800 neste concelho.

“Não sei se falar de 800 gatos assilvestrados será rigoroso, mas é o número que temos. Numa primeira etapa iremos tratar cerca de 300 e, depois, os restantes”, revelou o autarca.

Na próxima semana, a autarquia irá assinar protocolos de colaboração com quatro associações ligadas aos animais, uma por cada união de freguesias, para que estas assumam, mediante a atribuição de um subsídio de 4500 euros, a captura, transporte, tratamento, identificação eletrónica, vacinação antirrábica e esterilização dos gatos.

De acordo com a Câmara Municipal de Matosinhos, esta atribuição às associações justifica-se “pelo seu trabalho desenvolvido na área e pela sua experiência em captura de gatos errantes”. Ainda este ano, deverá avançar a iniciativa do município para esterilizar também as matilhas de cães, em conjunto com as associações.