- Veterinaria Atual - https://www.veterinaria-atual.pt -

Esterilização pode aumentar risco de doenças autoimunes em cães

Os cães esterilizados têm maiores probabilidades de sofrer de transtornos autoimunes. A conclusão é de um estudo publicado por investigadores dos Estados Unidos da América, que conseguiram provar que os animais sujeitos a estas intervenções acabam por padecer mais frequentemente deste tipo de doenças, o que demonstra “a importância dos esteróides sexuais na função imunitária”.

De acordo com o Argos Portal Veterinária, apesar de já se ter provado que a esterilização ajuda a reduzir a prevalência de algumas doenças, a sua relação com as doenças autoimunes ainda não havia sido explorada.

Para chegar a esta conclusão, os cientistas analisaram dados de cerca de 90 mil pacientes recolhidos entre 1995 e 2010, avaliando a prevalência e o risco de desenvolvimento de doenças como dermatite atópica, anemia hemolítica autoimune, miastenia canina, colite, hipoadrenocorticismo, hipotiroidismo, trombocitopenia imune (TPI), doença inflamatória intestinal, lúpus eritematoso e complexo pênfigo.

O estudo revela que [1] que os esteróides sexuais têm de facto importância na função imunitária e, por isso, sugere que antes de avançarem para este procedimento os proprietários dos animais devem avaliar junto do seu médico veterinário os possíveis benefícios e riscos associados.