Encaminhamento para centros de saúde pode ser benéfico, diz ministra

Ana Jorge considera razoável que em algumas circunstâncias os hospitais encaminhem para os centros de saúde os doentes que têm de realizar exames, defendendo mesmo que em determinados casos esta situação pode ser benéfica.

Esta foi a resposta dada pela ministra da Saúde à queixa apresentada por carta pela Federação Nacional dos Médicos (FNAM), conforme demos ontem conta, em que esta instituição acusava os hospitais de desviar os utentes para os centros de saúde para poupar nas despesas e ocupar os médicos de família com burocracias.
Para Ana Jorge, o encaminhamento desses doentes para os centros de saúde é justificável até porque desta situação podem resultar benefícios para os utentes. «Se os exames tiverem que ser feitos não naquele dia em que o doente está no hospital e este morar muito longe do hospital, tendo que trazer os exames na próxima consulta, não faz sentido porque sai mais caro ao Serviço Nacional de Saúde que o doente se desloque ao hospital para fazer os exames», alegou a ministra, citada pela “TSF”.
Segundo o “Correio das Manhã”, Ana Jorge terá ainda acrescentado que os hospitais públicos devem rentabilizar os recursos e meios que têm ao seu dispor.