EFOMV

Congresso pago? OMV justifica decisão com necessidade de “profissionalização”

O Encontro de Formação da Ordem dos Médicos Veterinários (EFOMV) tem a sua sétima edição marcada para os dias 26 e 27 de novembro, em Lisboa, e como noticiado pela VETERINÁRIA ATUAL surge este ano com uma novidade: o abandono da sua gratuitidade. A revista contactou o Conselho Diretivo da Ordem dos Médicos Veterinários no sentido de perceber esta alteração, para um formato pago, que foi justificada com a necessidade de “profissionalização do evento”.

“A organização do Encontro de Formação da Ordem dos Médicos Veterinários no corrente ano sofre alterações em relação às edições anteriores, o que leva a um incremento de despesas, que necessariamente leva a atribuição de um valor de inscrição reduzido, quando comparado com outros eventos da mesma categoria do EFOMV. A estratégia assenta na profissionalização do evento de formação. Essa estratégia é transversal a muitos outros serviços da OMV”.

“A atual OMV, com mais de 5000 membros, caminha necessariamente para a profissionalização. No ano em que a OMV celebra 25 anos de existência é notória a exigência crescente por parte dos seus membros, assim como da sociedade em relação aos profissionais que exercem medicina veterinária e a Ordem que os representa”, explicou o Conselho Diretivo da OMV.

Questionada sobre se houve consulta da classe nesta tomada de decisão, a OMV explica que “a evolução de uma situação de gratuitidade para um valor de inscrição, mesmo que reduzido, não colhe como é óbvio o consenso entre todos os membros da OMV, havendo opiniões diversas, ora de apoio, ora de oposição. É a nossa convicção que os participantes do EFOMV de 2016, no final do evento, reconhecerão o salto qualitativo e perceberão a necessidade do valor de inscrição face ao forte investimento feito na 7ª edição do EFOMV.”

Na edição deste ano do EFOMV todos os oradores vão receber honorários pelo trabalho desenvolvido ao longo das mais de 88 horas de palestras do evento, “garantindo assim igualdade de tratamento independentemente do tema e da proveniência dos oradores”.

Sobre as novidades que estão a ser ultimadas para esta edição, destaque para:

  • Secretariado online, que servirá de base para edições futuras;
  • Cedência de área para as associações relacionadas com o médico veterinário, quer científicas, quer de lazer, para divulgarem as suas atividades, de forma a aproximar os membros da classe;
  • Monitorização de entradas em todas as salas do evento de forma a posterior avaliação do interesse de palestras;
  • Prémios para os três painéis científicos mais bem classificados;
  • Mais de 100 palestras repartidas pelas áreas: Animais de Companhia, Animais de Produção (Grandes e Pequenos Ruminantes, Suínos), Medicina Veterinária na Avicultura, Saúde Pública, Inspeção Sanitária e Tecnologia Alimentar, Bem-Estar Animal, Novas Espécies de Companhia (aves, coelhos e répteis), Novas Áreas da Medicina Veterinária (Medicina de Abrigo, Medicina Veterinária Forense), Medicina Veterinária de Equinos, Futuro na Medicina Veterinária, entre outras brevemente a anunciar;
  • Parceria com Associações Veterinárias Científicas na escolha de temas nas diferentes áreas do programa científico.