- Veterinaria Atual - https://www.veterinaria-atual.pt -

24 de março: Dia Mundial da Tuberculose em altura de pandemia

Hoje assinala-se o Dia Mundial da Tuberculose e a Organização Mundial de Saúde (OMS), bem como outras organizações, entre as quais a Sociedade Portuguesa de Pneumologia, fizeram questão de relembrar que, apesar da situação de pandemia, não se pode descurar o combate a esta doença.

As autoridades de saúde devem manter o apoio aos serviços essenciais para a tuberculose, incluindo durante emergências como a Covid-19″, destacou a OMS.

A doença é transmitida por via área e tem como principais sintomas febre vespertina, emagrecimento, suores noturnos e tosse persistente (superior a duas semanas consecutivas). De acordo com a Organização Mundial de Saúde, em 2018, a tuberculose foi responsável pela morte de 1,5 milhão de pessoas. Em Portugal, no ano de 2018, a incidência foi de 15,4 por 100 mil habitantes.

“Os grupos mais afetados são os das populações com menores rendimentos e aqueles em situações mais vulneráveis, incluindo as pessoas infetadas pelo VIH, para as quais a tuberculose é a principal causa de morte”, esclarece António Domingos, da Sociedade Portuguesa de Pneumologia e médico pneumologista, em comunicado.

A OMS referiu também que prevê que “pessoas doentes com tuberculose e Covid-19 poderão ter resultados piores no tratamento, sobretudo se o tratamento da tuberculose for interrompido”.

“A pandemia de Covid-19 está a ilustrar como as pessoas com doenças pulmonares e sistemas imunitários enfraquecidos são vulneráveis”, afirmou Tedros Ghebreyesus, diretor-geral da OMS.

“O mundo comprometeu-se a acabar com a tuberculose em 2030 e melhorar a prevenção é a chave para alcançar este objetivo. Há milhões de pessoas que precisam de ser tratadas preventivamente para evitar o aparecimento da doença, evitar o sofrimento e salvar vidas”.

Os doentes com tuberculose, que tem sintomas comuns com a Covid-19, como tosse, febre e dificuldades respiratórias, devem “tomar precauções para se protegerem da Covid-19 e continuar o seu tratamento”, relembra.

A Mycobacterium bovis é a bactéria responsável pela transmissão da doença em bovinos e, em menor número, a outros mamíferos, entre os quais o homem. A tuberculose bovina (bTB) é uma zoonose, podendo ser transmitida dos animais para o homem e vice-versa. Os sintomas são os mesmos de uma tuberculose provocada pela bactéria M. tuberculosis.