- Veterinaria Atual - https://www.veterinaria-atual.pt -

Salmonella e Campylobacter resistentes a antibióticos continuam a ser detetadas na UE

As bactérias Salmonella e Campylobacter resistentes a determinados antibióticos [1] mantêm-se as principais bactérias a serem detetadas na União Europeia (UE). Os dados são do último relatório europeu sobre a resistência a antimicrobianos em bactérias zoóticas presentes em humanos, animais e alimentos, correspondente ao período entre 2018 e 2019, noticia o Portal Veterinaria [2].

Nos seres humanos foi detetada uma percentagem elevada (82,1%) de um tipo de Salmonella, a Salmonella Kentucky, resistente à ciprofloxacina − antibiótico geralmente utilizado para tratar certos tipos de infeções. Além disso, nos últimos anos, tem sido noticiado que a percentagem de estirpes de Salmonela enteritidis resistentes ao ácido nalidílico e/ou à ciprofloxacina está a aumentar em certos países.

 

Entre 2015 e 2019, diminuiu a percentagem de Salmonellas resistentes à ampicillina e tetraciclina em humanos em oito e onze estados-membros da UE, respetivamente.