- Veterinaria Atual - https://www.veterinaria-atual.pt -

Mais recolhas de animais e menos eutanásias registadas nos municípios em 2021

No ano passado foram recolhidos 43.603 animais em território nacional, verificando-se um acréscimo de 38,6% comparativamente com o ano de 2020, de acordo com o relatório anual de atividades dos Centros de Recolha Oficial (CRO) [1] divulgado pelo Instituto da Conservação da Natureza e Florestas (ICNF). A redução de animais eutanasiados nas instalações é residual, mas assinalável entre 2020 e 2021.

Apesar de no ano de 2020 ter-se verificado um decréscimo do número de animais recolhidos nas instituições municipais, relativamente aos anos de 2019 (1,3%) e 2018 (14,2%), no ano passado o aumento foi bastante significativo, atingindo as 43.603 recolhas de animais, contrastando com as 31.339, em 2020. Os municípios de Santo Tirso, Ponta Delgada e Cascais lideram o número de recolhas em 2021.

 

Por outro lado, o número de eutanásias [2] em 2021 (2.183) diminuiu, ainda que residualmente, face a 2020 (2.281), assumindo um decréscimo na ordem dos 4,3%. A redução é mais evidente quando comparada com 2018, ano em que se registaram 6.350 animais eutanasiados. Neste circuito, Torres Vedras registou o maior número de eutanásias.

O relatório anual de atividades dos CRO, indica ainda que a evolução da adoção animal tem sido crescente e gradual. No ano de 2020, verificou-se um acréscimo do número de animais adotados, relativamente aos anos de 2019 e 2018, de respetivamente, 14,7% e 32,2% , e de 22,7% entre o ano 2020 e 2021.