Quantcast
Animais de Produção

Espanha torna-se principal produtora europeia de suínos

A produção de suínos na Europa é agora liderada pela Espanha, após ter superado a Alemanha tanto no número de animais abatidos como ao nível da carne produzida. Estes dados constam do barómetro suíno para o mês de setembro, elaborado pela Organización Interprofesional Agroalimentaria del Porcino de Capa Blanca  (Interporc), e onde é feito um saldo da situação atual do setor a nível global, relata o Portal Veterinaria.

O barómetro refere ainda que os produtores europeus procuram novos destinos para exportação, devido à retirada da China, o que fez com que a concorrência se intensificasse no sudeste asiático, área pela qual os países europeus e americanos competem.

As principais preocupações do setor estão centradas nos custos de produção, principalmente devido ao aumento dos preços dos cereais e da energia. O aparecimento da peste suína africana (PSA) na República Dominicana e no Haiti, assim como a variante delta da covid-19 são outras das preocupações.

A Alemanha, a Dinamarca e a Espanha são os principais concorrentes da Espanha no mercado da carne de porco na Europa. A Europa foi afetada por uma oferta elevada e um abrandamento das exportações para a China, o que fez com que grande parte da produção tivesse de ser comercializada fresca na Europa ou fosse aumentado o stock de carne congelada.

Já na América, os preços mantiveram-se estáveis nos Estados Unidos da América (devido ao consumo interno e às exportações para o México) e no Brasil (continuou a exportar em grande quantidade para a China).

Na China, o preço das carnes grossistas continua a diminuir devido ao seu elevado stock de carne congelada importada, ao aumento da produção nacional, e a uma diminuição do consumo.

Este site oferece conteúdo especializado. É profissional de saúde animal?