Animais de Companhia

Cientistas sequenciam genoma de pastor alemão saudável

Cientistas sequenciam genoma de pastor alemão saudável

Cientistas da Universidade de New South Wales (UNSW), na Austrália, entre outros institutos, sequenciaram o genoma de um pastor alemão saudável com o objetivo de determinar se estes cães são suscetíveis ao desenvolvimento de displasia da anca ou outras doenças.

O estudo foi efetuado a partir de uma amostra de sangue de Nala, um pastor alemão com cinco anos e sem doenças genéticas, e foi publicado na revista GigaScience.

“Um dos problemas de saúde mais comuns que afetam os pastores alemães é a displasia canina da anca, uma condição dolorosa que pode restringir a sua mobilidade”, explicou Bill Ballard, um dos autores do estudo e biólogo evolutivo da UNSW, citado pela publicação MRCVS online.

“Uma vez que os pastores alemães são tão bons ‘cães de trabalho’, tem sido gasto muito dinheiro a investigar as causas e os possíveis indicadores deste problema. Quando cães de trabalho — como os treinados para trabalhar com a polícia ou para ajudar pessoas com deficiência — acabam por ter displasia da anca, foi muito tempo e dinheiro perdido para o treino daquele cão”, acrescenta.

O autor do estudo explica ainda que, depois da sequenciação do genoma, é possível determinar se o cão irá desenvolver a condição, “permitindo desenvolver um programa de criação para reduzir a displasia da anca nas gerações futuras”.