Quantcast
Animais de Companhia

Cão militar com membros protésicos distinguido com medalha de mérito

Cão militar com membros protésicos distinguido com medalha de mérito

Kuno, um pastor belga de três anos, foi o primeiro cão militar do Reino Unido a ser equipado com membros protéticos à medida depois de ter sido herói num salvamento com soldados britânicos. Agora, o canino vai ser distinguido com a Medalha PDSA Dickin, a equivalente animal à Cruz Vitória (a mais alta condecoração militar no Reino Unido), depois de ter sofrido ferimentos graves enquanto salvava a vida das forças britânicas durante um ataque da Al-Qaeda, em 2019.

O reconhecimento será atribuído durante uma cerimónia virtual, a realizar em novembro.

Em 2019, Kuno e o seu tratador foram destacados para apoiar as forças especializadas do Reino Unido.

Segundo a publicação Vet Times, numa missão, os dois foram dos primeiros a sair do helicóptero e, à medida que avançaram no terreno, ficaram debaixo de fogo inimigo, não se conseguindo mover. Mesmo debaixo de fogo armado, Kuno lançou-se para atacar o atirador, permitindo que as forças britânicas completassem com sucesso a sua missão.

“Sem Kuno, o curso desta operação poderia ter sido muito diferente, e é evidente que ele salvou as vidas do pessoal britânico naquele dia. Esta rusga, em particular, foi uma das realizações mais significativas contra a Al-Qaeda em vários anos”, afirmou o secretário da Defesa, Ben Wallace.

Durante o ataque, Kuno sofreu ferimentos graves em ambos os membros traseiros, tendo recebido cuidados imediatos no helicóptero.  Uma bala terá falhado por pouco a artéria principal do pastor belga, que necessitou de várias intervenções antes de estar suficientemente estável para regressar ao Reino Unido.

Infelizmente, um dos membros traseiros de Kuno não pôde ser salvo, devido ao risco de infeção. Seguiu-se um longo programa de reabilitação e, sob os cuidados de médicos e enfermeiros veterinários, e fisioterapeutas caninos, Kuno acabou por conseguir recuperar a função dos nervos e músculos.

Em poucos meses, estava pronto para ser equipado com uma prótese pioneira feita por medida para substituir a sua pata, juntamente com um aparelho ortopédico para apoiar o membro ferido. Kuno foi desde então reabilitado e a prótese permite-lhe correr e saltar.

O coronel Neil Smith, chefe veterinário e oficial de montagem, reiterou a importância do elevado nível de cuidados em caso de ferimento para estes cães militares, salientando que “a Defesa tem veterinários militares e enfermeiras veterinárias para assegurar que os animais recebem os cuidados e a reabilitação que merecem”.

Kuno será o 72.º galardoado com a Medalha Dickin da PDSA. Entre os vencedores contam-se 34 cães, 32 pombos-mensageiros da Segunda Guerra Mundial, quatro cavalos e um gato.