Quantcast
Eleições AEVP

Associação de Enfermeiros Veterinários Portugueses foi reativada e tem nova direção

enfermeiros

A Associação de Enfermeiros Veterinários Portugueses (AEVP) anunciou os resultados definitivos do processo eleitoral, que decorreu no passado dia 12 de dezembro, após todos os prazos legais e contagem dos votos por correspondência. A única lista a eleições foi então eleita para os órgãos sociais da AEVP para um mandato de dois anos.

A lista vencedora é constituída por:

Mesa da Assembleia Geral

Presidente: Stephanie Buraco

Vice-Presidente: Filipa Vidal

Secretário: Alexandra Cardoso

Direção

Presidente: Isabel Cunha

Vice-Presidente: Mariana Ferreira

Secretário: Adérito Ortelá

Tesoureiro: Ana Carina Costa

Vogal: Adriana de Melo Lourenço

Conselho Fiscal

Presidente: Filipa Martins

Vice-Presidente: Carlos Matos

Secretário: Pedro Reis

Recorde-se que, nos últimos tempos, a AEVP esteve em inatividade na sequência da demissão dos membros dos órgãos sociais.

O antigo presidente da AEVP e atual secretário da lista vencedora, Adérito Ortelá, contou à VETERINÁRIA ATUAL que no início do mês de outubro, diversos profissionais da classe manifestaram interesse em reativar a associação e foi nesse sentido que “solicitaram à Presidente da Mesa da Assembleia Geral (MAG) para ser instaurada uma comissão interina com o propósito de reunir as condições para dar início ao processo eleitoral, comissão essa constituída pelas enfermeiras veterinárias Isabel Cunha, Mariana Ferreira e Mélanie Santos”.

Assim, no dia 5 de outubro de 2020, a Presidente da MAG, Cláudia Barros, conferiu poderes a esta comissão para admissão de sócios e de gestão até ao desenrolar do processo eleitoral. No decorrer deste tempo verificou-se um fluxo positivo de inscrições de sócios.

A AEVP foi fundada no dia 11 de dezembro de 2006, com o objetivo de contribuir para a valorização profissional dos enfermeiros veterinários e a sua certificação, promovendo a sua formação e atuação dentro de ideais deontológicos. “Sendo a enfermagem veterinária uma classe relativamente recente no panorama da veterinária em Portugal, mas em crescente presença no dia-a-dia dos Centros de Atendimento Médico-Veterinários (CAMV), a necessidade de união e desmistificação das competências e responsabilidades da classe imperam”, explicou Adérito Ortelá.

A Associação tem vindo a promover a formação e evolução das competências dos enfermeiros veterinários tanto com ações de formação organizadas internamente, como por parcerias com outras entidades “promovendo nos seus sócios a importância da atualização de conhecimentos e desenvolvimento técnico-científico da classe”, acrescenta.

Brevemente será divulgada a data da tomada de posse da nova direção.

 

 

Este site oferece conteúdo especializado. É profissional de saúde animal?