Quantcast
Animais de Companhia

Acidentes rodoviários em Portugal provocados por animais aumentaram 44,8% em 2020

O número de acidentes provocados por animais nas vias portuguesas aumentou 44,8% no ano passado, em relação a 2019.

O número de acidentes provocados por animais nas vias portuguesas aumentou 44,8% no ano passado, em relação a 2019. O número de sinistros registados atingiu os 2551 e houve 92 feridos em 2020. Em 2019, os números apontam para 1762 sinistros que resultaram em 120 feridos. Este ano, até maio, já estavam sinalizados 991 novos casos de acidentes, noticia o Observador.

A Guarda Nacional Republicana (GNR), em declarações ao Jornal de Notícias, aponta os períodos de confinamento em que a circulação foi reduzida como possível causa para aumento.  “No ano de 2020, existiu uma diminuição significativa da circulação automóvel, encontrando-se as vias mais disponíveis à ocupação por animais”, justifica. Muitos deles acabaram por abandonar zonas rurais e de descampados para chegarem a zonas urbanas, consideram as autoridades.

No total, dos 5304 sinistros registados desde 2020, 3474 foram provocados por animais de companhia e 1830 foram provocados por animais selvagens. No que diz respeito a estes últimos dados, aqui registou-se um aumento do número de javalis (560 acidentes em 2020) que “deixaram de perceber a estrada como uma ameaça porque não havia tráfego durante o confinamento”, admitiu ao JN o docente da Universidade de Évora e coordenador do projeto Life Lines, António Mira. O Life Lines é um projeto que pretende reduzir os efeitos negativos das infraestruturas na fauna, diminuindo os acidentes.

Quando aos animais de companhia, foram sobretudo os cães que provocaram a maioria dos acidentes (1428) em 2020. Para António Mira, a pandemia poderá ter levado a um “maior abandono”, uma vez que nestas alturas de crise há “graves problemas económicos” e que as próprias pessoas estando em casa “não podiam vir com os animais à rua”.

O distrito de Portugal mais afetado, tendo em conta registos de 2019 até fevereiro deste ano, é Viseu, que regista 427 acidentes, seguido de Braga (353), Porto (319) e Faro (305). Apesar de se registarem alguns em autoestradas, a maior parte dos sinistros foi registado em estradas nacionais e arruamentos.

Este site oferece conteúdo especializado. É profissional de saúde animal?