Médicos veterinários

A VetObjectiv tem um objetivo: ajudá-lo na gestão veterinária

Projeto do fundador e ex-proprietário do Hospital Veterinário do Atlântico, Nuno Gomes da Silva, quer ajudar os colegas a “atingir o máximo potencial das suas unidades”

Fundou e lançou um projeto de medicina veterinária de sucesso — o Hospital Veterinário do Atlântico (HVA), que abriu portas em agosto de 2013 — e agora quer ajudar outros a fazer o mesmo. O médico veterinário Nuno Gomes da Silva, ex-proprietário do HVA, projeto que deixou no final de 2019, está agora focado na gestão veterinária, com o lançamento da VetObjectiv, uma consultora de gestão para veterinários feita por veterinários.

A iniciativa surgiu depois de um “período de reflexão” após a sua desvinculação do HVA, mas a ideia já andava a ser maturada há algum tempo.

“Este projeto nasceu da minha experiência pessoal à frente do HVA. Durante esses anos, que foram de bastante sucesso (o HVA obteve crescimentos superiores a 20% em todos os anos que estive à frente do mesmo), tive momentos muito bons, mas também momentos em que me apercebi dos meus limites e da falta de ferramentas para ser um bom gestor. A partir de determinado ponto, percebi claramente que havia necessidade de gerir, na verdadeira aceção da palavra, o meu negócio, e que não estava preparado para tal”, conta, num comunicado enviado à VETERINÁRIA ATUAL.

Apostou, por isso, em formação na área: fez uma pós-graduação em gestão de empresas no INDEG-ISCTE e formação em coaching no Instituto de Coaching e Linguística, entre outras, e, como diz, começou aos poucos a deixar de ser um clínico para se tornar cada vez mais num gestor.

“Senti também muitas vezes a ‘solidão’ de quem está a frente do seu próprio projeto e se sente sozinho, frustrado e despreparado. Foi destes desafios e lacunas que nasceu a visão para VetObjectiv”, afirma o médico veterinário e consultor.

Num mercado que diz estar em rápida mudança e cada vez mais concorrencial, Nuno Gomes da Silva acredita que a gestão profissional vai ser necessária e fazer a diferença. É por isso que o seu objetivo é “ser um braço direito [dos colegas] nos desafios do dia a dia”, especialmente porque, enquanto veterinário, “conhece bem as realidades do dia a dia dos CAMV” que podem passar ao lado de um gestor ou financeiro tradicionais.

“Pretendemos ajudar os proprietários de CAMV a levarem os seus projetos a bom porto, a aliviar o seu trabalho, a atingirem os seus objetivos profissionais e pessoais e, no final de contas, a atingir o seu máximo potencial e das suas unidades. Quantos colegas não estão cheios de boas ideias e depois, por falta de tempo ou ferramentas, ou ambos, acabam por as deixar cair, levando tantas vezes a frustração constante das expectativas e potencial?”, questiona.

Os serviços da VetObjectiv vão, por isso, ao encontro destas necessidades, desde a gestão de projetos pontuais (implementação de boas práticas, renovação de imagem, formação de recursos humanos, etc.), processos de recrutamento e seleção, passando pela assessoria regular, sempre de forma absolutamente personalizada, já que “cada CAMV é particular e tem os seus desafios e necessidades próprias”.

O seu público-alvo são “as clínicas e consultórios de pequena e média dimensão que pretendam otimizar a gestão das suas unidades, mas não têm necessidades suficientes ou possibilidades financeiras para ter um gestor a tempo inteiro nas suas equipas”.

Mais informações em www.vetobjectiv.pt.