Animais de Produção

Veterinários investigam suspeita de gripe aviária na Irlanda do Norte

Edição genética pode ajudar a criar aves resistentes à gripe aviária

As autoridades sanitárias estão a investigar um caso suspeito de gripe das aves numa exploração aviária no Condado de Fermanagh, na Irlanda do Norte. A suspeita surgiu por parte de um veterinário particular, que ficou preocupado com o aumento da mortalidade de aves na respetiva exploração. Entretanto, foram recolhidas amostras para o Instituto de Alimentos e Biociências de Belfast e estão a ser realizados testes para averiguar se efetivamente se trata de um surto de gripe aviária ou se será outro vírus.

Um porta-voz do Departamento de Agricultura, Meio Ambiente e Assuntos Rurais (Daera) da Irlanda do Norte afirmou que as entidades estão a investigar. “A Daera iniciou imediatamente uma investigação veterinária com um oficial veterinário, que visitou a exploração na noite de 2 de janeiro de 2020.”

Por questões de segurança e precaução, já foram implementadas restrições na respetiva exploração e os avicultores foram aconselhados a aumentar a biossegurança.

“Todos os criadores de aves são incentivados a permanecer vigilantes e, se suspeitarem de algum sinal da doença nos seus rebanhos, devem denunciá-la imediatamente à Daera”, aconselhou a autoridade.

De relembrar que, no mês passado, 27 mil aves foram abatidas numa quinta em Athlington, perto de Eye, Suffolk, depois de a estirpe H5N3 de baixa patogenicidade da gripe ter sido identificada.