Investigação

Estudo defende alívio da dor em vitelos em procedimentos de manutenção de saúde e bem-estar

Estudo defende alívio da dor em vitelos em procedimentos de manutenção de saúde e bem-estar

Um estudo realizado por investigadores da Escola de Medicina Veterinária da Universidade de Nottingham, no Reino Unido, defende que é preciso criar um plano de ação para o alívio da dor em vitelos durante procedimentos de manutenção da saúde e bem-estar.

O estudo, cujos resultados estão a ser apoiados pela British Veterinary Association (BVA), descobriu que a utilização de fármacos anti-inflamatórios não esteróides em adição às anestesias locais pode ajudar a controlar a dor dos vitelos durante procedimentos como a castração e o aparo corretivo dos cascos.

De acordo com a publicação MRCVS online, o presidente da BVA, Gudrun Ravetz, já veio dizer que “o reconhecimento da dor e o maneio e tratamento de vitelos durante procedimentos de manutenção de saúde e bem-estar rotineiros foram identificados pela BVA e pela British Cattle Veterinary Association como uma prioridade no bem-estar animal”.

A investigação agora publicada realizou vários inquéritos a veterinários de animais de produção para analisar a sua perceção de dor nos animais, assim como a utilização de fármacos anti-inflamatórios não esteroides durante 27 procedimentos diferentes e a sua opinião em relação aos custos que consideram aceitáveis para a anestesia dos animais.

As conclusões revelam que 99% dos inquiridos concordam que os seus animais beneficiam da utilização deste tipo de fármacos durante os tratamentos. Para além disso, 96% acreditam que os vitelos recuperam mais rapidamente quando estes fármacos lhes são administrados.

Conheça o estudo em detalhe aqui.