Modelo “low cost” português é sucesso internacional

11 de Junho - 2012

A primeira edição fora de portas do Congresso Hospital Veterinário Montenegro, subordinado ao tema ‘Medicina Interna nos Animais de Companhia’ que se realizou entre 9 e 10 de junho em Pontevedra (Espanha), contou com mais de 600 participantes e foi acolhido com “grande entusiasmo”, assegura a organização em comunicado.

Durante o evento foram discutidas várias temáticas, desde oftalmologia, emergências médicas e reprodutivas à quimioterapia em pequenos animais, com “uma audiência muito participativa com mais de 600 médicos veterinários” explica Luis Montenegro, responsável pela organização do Congresso.

A organização adotou um modelo assente no conceito “low-cost” para quem quis participar e assistir, com “preços de inscrição muito acessíveis, sendo que para os estudantes o valor é quase simbólico”, referiu o responsável que considera que “especialmente no contexto económico atual, são iniciativas e esforços deste género que fazem toda a diferença”.

Fundamental para a realização do Congresso neste formato foi também o apoio logístico e institucional das instituições locais, como a Universidade de Lugo, a Junta Autónoma da Galiza e o Governo da Província de Pontevedra “que compreenderam e valorizaram o impacto que o evento tem para a economia da região, através da dinamização dos estabelecimentos comerciais, hotéis e restaurantes”, comenta Luis Montenegro.

Além da presença das instituições da Galiza, a sessão de inauguração do Congresso Veterinário Montenegro contou ainda com a participação de Nuno Vieira e Brito, diretor-geral da Direção-Geral de Alimentação e Veterinária de Portugal (DGAV).

Outras publicações do Grupo