Médicos Veterinários

Veterinários da região Oeste já têm viaturas de serviço

Veterinários da região Oeste já têm viaturas de serviço

Depois de na passada semana 30 médicos veterinários da Direção-Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV) da região Oeste se terem recusado a deslocar-se nas suas viaturas próprias sem serem ressarcidos da despesa, o ministério da Agricultura revelou que irá ceder viaturas de serviço aos inspetores veterinários da região.

Helena Rodrigues, presidente do Sindicato dos Quadros Técnicos do Estado e Entidades com Fins Públicos, tinha dito na passada semana, em declarações à Lusa, que “não é possível que um trabalhador que ganhe 1200 ou 1300 euros por mês tenha de suportar as despesas das deslocações que faz na sua viatura aos matadouros e lotas e não seja pago a horas”.

Os trabalhadores da Divisão de Alimentação e Veterinária do Oeste queixavam-se de não receber há mais de 10 meses as despesas relativas às deslocações que fazem nas suas viaturas particulares aos locais onde exercem funções de inspeção.

Por esta razão, os inspetores veterinários da região Oeste comunicaram às suas chefias que “não têm possibilidade de continuar a suportar estas despesas” e que, por isso, iriam deixar de usar as suas viaturas próprias para se deslocarem em trabalho.

O Ministério da Agricultura, que tem a tutela da DGAV, já veio entretanto referir que irá disponibilizar viaturas da DGAV “para as deslocações, pelo que o acesso aos locais onde o serviço deverá ser prestado está assegurado em transporte, tanto para o percurso de ida como de regresso à sede de Torres Vedras”.

Além disso, e em relação aos pagamentos de despesas, a tutela explica que os pagamentos são efetuados após a entrega pelos serviços regionais dos documentos referentes às despesas de deslocação, devidamente validados pelos seus dirigentes. “Até ao momento, o processo de envio ainda não está concluído, pelo que o montante em dívida não está rigorosamente apurado”, defendem.

A DGAV Oeste abrange os concelhos de Alcobaça, Alenquer, Amadora, Arruda dos Vinhos, Bombarral, Cadaval, Caldas da Rainha, Cascais, Lisboa, Loures, Lourinhã, Mafra, Nazaré, Óbidos, Odivelas, Oeiras, Peniche, Sintra, Sobral de Monte Agraço e Torres Vedras.