CAMV

Vet Planet: “Dar resposta a todo o tipo de necessidades relacionadas com os animais”

Vet Planet: “Dar resposta a todo o tipo de necessidades relacionadas com os animais”

Nas clínicas Vet Planet aposta-se numa relação de proximidade com o cliente porque “queremos funcionar como o médico de família”. Nestes CAMVs procura-se quebrar tabus e a meta é “desmistificar a ideia que ainda existe de que é complicado e dispendioso ir a um centro de atendimento médico veterinário”. E até criaram um Plano de Saúde para animais.

A Fish Planet é um grupo de lojas de produtos para animais que nasceu em 2001. Mais tarde, em 2011, com o objetivo de colmatar ainda mais as necessidades inerentes aos animais de companhia, o grupo criou a primeira clínica Vet Planet, no Barreiro. Atualmente existem mais duas em Lisboa (Benfica e Arroios). Além das lojas (físicas e online) e das clínicas Vet Planet, o projeto é ainda constituído por um hotel para animais.

A VETERINÁRIA ATUAL visitou a Vet Planet de Benfica. Tânia Estrompa, diretora-clínica das clínicas de Benfica e do Barreiro e ligada ao projeto desde 2012, explica-nos que “o conceito Vet Planet vem no seguimento do projeto das lojas de animais e surgiu da necessidade de criar mais serviços para os nossos clientes. A primeira clínica surgiu em 2011, no Barreiro. Em 2015 abrimos a clínica de Benfica e em 2016 a de Arroios”. Segundo a médica veterinária, perspetiva-se a abertura de uma quarta clínica, ainda este ano, na margem Sul do rio Tejo.

Vet Planet: “Dar resposta a todo o tipo de necessidades relacionadas com os animais”

O balanço do projeto é assim “positivo”, pois “temos vindo a crescer de forma gradual e sustentada”. Presentemente “temos um leque de serviços diversificado e abrangente, com colegas de várias áreas”. Isto nas clínicas. Mas todas as áreas que constituem o grupo complementam-se e vivem uma relação de simbiose. “A nossa ideia é ter uma abrangência muito grande, daí as lojas, depois as clínicas e agora, mais recentemente, adquirimos o hotel para animais no Parque de Monsanto, ou seja, queremos dar resposta a todo o tipo de necessidades relacionadas com os animais de companhia: cão, gato e animais exóticos”, reforça a responsável.

Médico de família

No que toca ao atendimento, na Vet Planet privilegia-se muito a proximidade, visto que “queremos funcionar como o médico de família”, salienta Tânia Estrompa. Neste sentido, por exemplo, nestas clínicas procura-se que seja “sempre o mesmo médico veterinário a acompanhar o animal ao longo da sua vida”. Mas do ponto de vista da médica veterinária, esta relação de proximidade é igualmente importante ao nível de “desmistificar aquela ideia que ainda existe de que é complicado e dispendioso ir a um centro de atendimento médico veterinário (CAMV). Queremos quebrar este tabu!”, revela.

Com este intuito, “desenvolvemos um plano de saúde”. Assim, além de se contribuir para o fim do tabu, na Vet Planet ainda se consegue apostar numa medicina preventiva. “Quantas mais visitas e check ups forem realizados maior é a probabilidade de diagnosticarmos as doenças precocemente e, em consequência, aumentar a longevidade dos animais”.

Plano de saúde

O Plano de Saúde da Vet Planet foi lançado no ano passado “porque percebemos que os seguros que existiam no mercado não respondiam a todas as necessidades dos nossos clientes”, explica a médica veterinária. Neste sentido “pesquisamos o que existia no mercado para perceber como conseguiríamos acrescentar valor e criámos o nosso plano de saúde. Oferecemos um leque de serviços com valores mais simpáticos para o cliente. Mais recentemente, a Vet Planet estendeu o plano de saúde aos animais exóticos “que é uma lacuna ainda maior no mercado”, revela a responsável.

Os CAMVs enfrentam uma série de desafios. No entanto, muitos resumem-se ao facto de “nos depararmos com frequência com a falta de poder económico das pessoas para chegarmos ao diagnóstico e muitas vezes ao tratamento das várias patologias dos animais”. Deste modo, os seguros e os planos de saúde vieram, do ponto de vista de Tânia Estrompa, combater esta situação.

Leque abrangente

Presentemente, nas clínicas Vet Planet trabalham cerca de 13 médicos veterinários, sendo que “dois deles dedicam-se aos exóticos, um está alocado às clínicas em Lisboa e o outro à do Barreiro”, refere a diretora-clínica.

Vet Planet: “Dar resposta a todo o tipo de necessidades relacionadas com os animais”

O objetivo destes CAMVs é oferecer um serviço especializado e, por isso, “temos cada vez mais colegas a apostarem em diversas áreas de interesse”. Ainda de acordo com Tânia Estrompa, a clínica dispõe de “um leque muito abrangente de meios de diagnóstico para conseguirmos dar uma resposta no momento ao nosso cliente, nomeadamente hemograma, bioquímicas, raio-X digital, um ecógrafo e vamos fazer a aquisição de um aparelho de endoscopia”.

De todas as clínicas, a do Barreiro é a que tem mais casuística, “provavelmente pela localização, visto que está situada num centro comercial; pelo horário alargado e pela facilidade de estacionamento”, sublinha a responsável, especificando que “esta clínica acaba por ser um pouco o núcleo.

Quanto às lojas, “apostamos igualmente num serviço especializado”, sublinha a diretora-clínica. Assim sendo, “trabalhamos muito a área da aquariofilia. Além disso, temos um serviço de banhos e tosquias”, remata.

Workshops e campanhas

Nas clínicas Vet Planet aposta-se muito na realização de workshops temáticos e campanhas mensais associadas a determinadas patologias. Os workshops são feitos “de dois em dois meses, normalmente no nosso espaço no Barreiro, que é o nosso maior espaço, e chegamos a ter 100 participantes”. Estas formações são de tal modo populares que “os clientes, com frequência, já nos perguntam quando vai ser a próxima”. Os assuntos em destaque são variados e vão desde a obesidade, as doenças urinárias, passando pelo comportamento, entre outros.

Quanto às campanhas mensais que as clínicas costumam desenvolver, além de contribuírem para aumentar a relação de proximidade com o cliente permitirem a deteção das doenças precocemente. “Temos o caso de um labrador cujo tutor aderiu à nossa campanha da diabetes. Fizemos a consulta, algumas análises e efetivamente confirmou-se que o animal tinha diabetes”, explica a diretora-clínica, acrescentando que “termos diagnosticado este caso é uma recompensa porque se não tivéssemos realizado a campanha, esta patologia provavelmente não iria ser diagnosticada, agravando o estado clínico do animal.

 

“Valorização da nossa profissão”

Uma das áreas de interesse de Tânia Estrompa é a gestão e nos últimos anos tem tido a seu cargo a gestão do Vet Planet, nomeadamente “as equipas e programar os eventos que desenvolvemos”. Como tal, além da experiência adquirida no dia-a-dia, costuma apostar em formações na área. Além da gestão, a médica veterinária tem ainda interesse na área da cirurgia dos tecidos moles. Olhando para o estado da profissão, a diretora-clínica acredita que “está melhor, mas ainda há um longo caminho a percorrer”, nomeadamente no que diz respeito ao reconhecimento do médico veterinário, ou seja, “o caminho passa pela valorização da nossa profissão em todas as suas vertentes”.