Animais de Companhia

Um em cada quatro britânicos revela não ter pesquisado antes de comprar animal

A Câmara Municipal de Amarante já esterilizou 110 cães e gatos e colocou uma centena de chips, desde 2016, de forma gratuita.

Um em cada quatro (24%) donos de animais do Reino Unido revela ter comprado o seu animal de estimação sem ter feito qualquer investigação. A conclusão é do estudo Animal Wellbeing 2018, da organização não governamental PDSA, que defende que estes resultados mostram que a falta de conhecimentos dos tutores é a principal causa dos problemas de bem-estar que afetam os animais de companhia na atualidade.

Rebecca Ashman, da PDSA, defende que a revelação mais importante deste estudo é que “5,2 milhões de pessoas compraram o seu animal de estimação sem qualquer tipo de investigação”. De acordo com a médica veterinária “isto é chocante e acreditamos que muitos dos problemas observados na prática clínica poderiam ser resolvidos se os potenciais tutores de animais pesquisassem para realmente entender as necessidades de bem-estar dos animais que vão levar para casa”.

O estudo revela que 24% dos donos de animais inquiridos acreditam estar bem informados acerca das cinco principais necessidades de bem-estar dos animais de companhia, contudo apenas 13% conseguiu identificar corretamente essas cinco principais necessidades:

– Estar protegido de dor, sofrimento e doenças

– Viver num ambiente adequado

– Ter uma dieta adequada

– Ter padrões de comportamento normais

– Viver com outros animais

De acordo com o estudo, atualmente cerca de 25% da população adulta do Reino Unido possui um gato (11,1 milhões de gatos), 24% possui um cão (8,9 milhões de cães) e 2% possui um coelho (1 milhão de coelhos).

Conheça o estudo completo aqui.