Investigação

Ressonância magnética pode ajudar a detetar peritonite infeciosa felina

Ressonância magnética pode ajudar a detetar peritonite infeciosa felina

A ressonância magnética (RM) pode ajudar a diagnosticar precocemente a peritonite infeciosa felina, uma das principais causas infeciosas de morte nos gatos e que afeta o sistema nervoso central. De acordo com o Argos Portal Veterinária, a conclusão é de um estudo recentemente publicado e mostra que esta é uma patologia que ainda carece de meios de diagnóstico que permitam melhorar o tempo de resposta clínica.

Para chegar à conclusão de que a RM pode ser eficaz no diagnóstico da peritonite infeciosa felina, os investigadores contaram com uma amostra de 24 gatos com confirmação histopatológica de peritonite infeciosa neurológica.

Os dados mostram que “a RM ao cérebro pode ser um meio sensível para deteção de lesões em gatos com peritonite infeciosa neurológica, com descobertas que refletem vasculite leptomeníngea  e ependimal com ventriculomegalia  secundária e efeito de massa”.

Conheça os resultados em detalhe aqui.