Animais de Produção

Primeiro caso de artrite-encefalite caprina na Irlanda do Norte

Investigadores estudam vegetação mediterrânica preferida por cabras

Foi confirmado o primeiro caso de artrite-encefalite caprina (CAE) na Irlanda do Norte. A descoberta foi feita numa atividade de vigilância pelo Departamento de Agricultura, Ambiente e Assuntos Rurais (DAERA) daquele país depois de uma cabra ter acusado positivo numa exploração situada a noroeste da Irlanda do Norte.

A CAE é uma infeção por lentivírus que pode afetar a produtividade e a condição do animal. O principal sintoma é coxear, mas a doença também pode causar a perda de pelo e afetar a capacidade de ficar de pé ou andar.

“Esta é a primeira confirmação de sempre do vírus CAE na Irlanda do Norte, além das registadas nas verificações pós-importação”, explicou Robert Huey ao Vet Times, reforçando que “a cabra foi importada da Grã-Bretanha e uma avaliação epidemiológica inicial concluiu que a fonte mais provável de infeção era o rebanho de origem na GB”.

Huey referiu, ainda, que “é graças à atividade de vigilância anual contínua do departamento que a doença foi detetada no animal, permitindo que medidas eficazes de controlo de doenças fossem acionadas”, acrescentando que “foram impostas restrições à circulação nas instalações e os animais foram abatidos sob a supervisão do DAERA”.