Medicina Veterinária

Portugueses diplomados em Medicina Interna distinguidos em Malta

Portugueses diplomados em Medicina Interna distinguidos em Malta

Malta foi o destino escolhido para acolher o 27º Congresso do Colégio Europeu de Medicina Interna, que decorreu de 14 a 16 de setembro. Especialistas, residentes e clínicos interessados em Medicina Interna, Oncologia e Cardiologia rumaram à ilha de Malta para três dias de formação intensiva, apresentação e discussão de trabalhos de investigação clinica e, invariavelmente, um programa social já clássico neste congresso.

O evento é motivo de reunião para as várias sociedades europeias – Gastroenterologia, Hepatologia, Cardiologia, Medicina Interna, Doenças Infeciosas, Uro-nefrologia, Oncologia, Pressão Arterial, Nutrição e Patologia Clínica) que dedicam parte do programa ao aprofundamento de temas atuais das diferentes áreas.

Durante o evento houve ainda lugar para a tradicional entrega de diplomas aos novos diplomados nas várias disciplinas, com destaque para dois médicos veterinários portugueses – Chantal Rosa e Rodolfo Oliveira Leal – que receberam o diploma em Medicina Interna. O jantar do congresso decorreu numa das praias da ilha, tornando o ambiente invulgar.

Temas em destaque

A Sociedade de Uronefrologia focou o seu programa no envelhecimento renal e na doença renal crónica, com palestras a cargo de Jessica Quimby (USA), Michelangelo Campanella (UK) e Luca Aresu (IT). Já a Sociedade de Cardiologia focou as atenções no paralelismo da insuficiência cardíaca humana, cuja farmacoterapia foi apresentada por Faiez Zannad (Fr); na reparação minimamente invasiva e no tratamento da doença mitral, ambos apresentados por Michele Borgareli (USA) e na estenose pulmonar, a cargo de Simon Swift (USA).

Já as sociedades de Gastroenterologia e Hepatologia centraram-se nas doenças das vias biliares e enteropatias crónicas trazendo à Europa nomes incontornáveis como Sharon Center e Kenny Simpson (USA). Em detalhe, Sharon Center focou-se nas doenças ductais e Kenny Simpson  apresentou os recentes avanços acerca da doença da tríade, na predisposição genética da colite granulomatosa e no papel do microambiente intestinal na progressão da colite. Já Jody Gookin (USA) apresentou as estratégias do hospedeiro face aos agentes patogénicos epiteliais do trato digestivo e debateu a abordagem aos mucocelos biliares.

Veterinários portugueses em Malta - 2 - Veterinária Atual

As doenças vetoriais foram o alvo de debate da Sociedade de Medicina Interna, que discutiu os factores que influenciam a distribuição geográfica da angiostrongilose, os parasitas pulmonares felinos e diferentes aspetos da dirofilariose, nomeadamente as emergentes resistências terapêuticas. Também a fluidoterapia e o uso de colóides na reanimação foram temas em destaque.

Quanto à Sociedade de Endocrinologia focou as atenções no hipotiroidismo iatrogénico em gatos, na imunologia subjacente às endocrinopatias imuno-mediadas e no efeito das hormonas do tecido adiposo no sistema imunitário. Já a Sociedade de Nutrição Clínica dedicou parte do programa ao maneio nutricional das enteropatias crónicas e da urolitiase.

A fisiopatologia da hipertensão arterial felina secundária, a doença renal crónica e a endocrinopatias foram debatidas pela Sociedade de Pressão Arterial. Já o diagnóstico e os factores de prognóstico do mastocitoma foram alguns dos pontos-chave de debate da Sociedade de Oncologia, que apresentou a perspetiva do oncologista face à do patologista na gestão deste tumor tão prevalente em animais de companhia.

Além dos temas debatidos foram apresentadas diversas comunicações livres que refletiram a atualidade da investigação clínica nas diferentes áreas.

Em 2018, o evento tem já data e local. O Congresso do Colégio Europeu de Medicina Interna volta ao centro/norte da europa e será em Roterdão entre 6 e 8 de Setembro.