Médicos Veterinários

IBM aposta em tecnologia blockchain para certificar veterinários

Descentralização das competências dos veterinários municipais “representa um esforço para os municípios”

A IBM anunciou que vai colaborar com a empresa de formação veterinária VetBloom para formar um grupo focado na aplicação de blockchain na indústria veterinária. O projeto vai avançar nos Estados Unidos e encontra-se neste momento em fase de testes, devendo ser disponibilizado ao público em geral até ao final de 2020.

O objetivo é criar uma estrutura para o ensino médico baseado em competências, através da utilização de identificações digitais, que visam garantir o conhecimento dos profissionais.

Os colaboradores iniciais, além da IBM, são a Associação de Faculdades de Medicina Veterinária Americana (AAVMC), o Conselho Internacional de Avaliação Veterinária (ICVA) e a Associação Americana de Hospitais Animais (AAHA).

“Trabalhámos diligentemente com a IBM, ao longo do ano passado, para trazer as principais partes interessadas do setor para esta iniciativa, criando um ecossistema veterinário que se juntará ao trabalho mais amplo da IBM em torno de credenciais de aprendizagem e blockchain”, disse Patrick Welch, fundador da VetBloom, citado pelo site Criptofácil.

De acordo com o comunicado citado pelo portal, a tecnologia irá permitir que empresas e faculdades criem identificações digitais invioláveis, armazenadas numa rede blockchain partilhada. A medida procura facilitar a identificação de candidatos e a gestão de credenciais por parte das instituições académicas.