Cheque-Veterinário

Famalicão e Aveiro aderem ao cheque-veterinário

Famalicão e Aveiro aderem ao cheque-veterinário

Os municípios de Vila Nova de Famalicão e de Aveiro aderiram ao cheque veterinário, iniciativa da Ordem dos Médicos Veterinários (OMV) que tem como objetivo a prestação de cuidados médico-veterinários a animais de famílias carenciadas e em situação de vulnerabilidade social.

De acordo com a Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, no município esta medida vai abranger “também as pessoas que adotarem animais no Centro de Recolha Oficial (CRO) de Famalicão e a própria população animal residente no CRO, nomeadamente na vacinação, desparasitação e esterilização para controlar a reprodução”.

Paulo Cunha, autarca de Vila Nova de Famalicão, sublinha que “o abandono e os maus-tratos aos animais combate-se criando condições às famílias para conseguirem manter os seus animais em casa”. Por isso “o cheque-veterinário é um apoio ao nível de cuidados de saúde para os animais destinado às famílias carenciadas do concelho, mas também para incentivar a adoção de animais”. O município de Vila Nova de Famalicão está ainda a realizar uma campanha de vacinação antirrábica e a promover a identificação eletrónica de cães e gatos no concelho, através dos Serviços Veterinários da Câmara Municipal.

De acordo com a Direção-Geral de Alimentação e Veterinária, em 2017, na região centro foram recolhidos nos Centros de Recolha Oficial (CRO) cerca de 8401 animais, 591 dos quais foram esterilizados. Nos primeiros quatro meses deste ano, por sua vez, foram recolhidos mais de 700 animais só nesta zona do país.

O Programa de Apoio de Saúde Preventiva a Animais em Risco – conhecido por programa Cheque Veterinário – foi lançado pela Ordem dos Médicos Veterinários com o objetivo de dotar os municípios com os instrumentos necessários para o cumprimento desta diretiva, bem como promover uma aproximação aos médicos veterinários.